Início » Entretenimento » Fundação Calouste Gulbenkian inicia projeto fora de portas em Chelas
Cultura Entretenimento

Fundação Calouste Gulbenkian inicia projeto fora de portas em Chelas

fundação

Este fim de semana, em Chelas, terá início o projeto fora de portas da Fundação Calouste Gulbenkian, com um mural de arte urbana e uma instalação artística de António-Pedro, em colaboração com a comunidade daqueles bairros.

“4 Olhos»/«4 Odju” consistirá numa instalação visual e sonora no interior de um contentor marítimo e num mural de arte urbana, com inauguração agendada para sábado, dia 16, no Parque da Bela Vista, em Chelas.

O projeto participativo é assinado pelo artista António-Pedro, bem como por um grupo de moradores dos bairros de Chelas, sendo esta uma colaboração com Nuno Varela, das associações Chelas é o Sítio, Rimas ao Minuto e Estúdio Kriativu, de acordo com a Fundação Calouste Gulbenkian.

Segundo António-Pedro, em comunicado, citado pela agência Lusa, o objetivo do projeto é “cruzar o olhar de quem não vai ao Centro de Arte Moderna com o olhar de quem não vai ao bairro”.

A fundação refere, igualmente, que a instalação visual e sonora “devolve aos espectadores os elementos criados durante o processo de trabalho”, e que as imagens serão observadas pelos visitantes a partir do exterior, por pequenas aberturas, “à semelhança dos primeiros aparelhos de fruição cinematográfica”.

“4 Olhos»/«4 Odju” conta também com a participação de Beatriz Lopes, Carlos Rosa, Érica Pinto, G Fema, Jimit Parbote, José Carlos Sampaio, Lucas Araújo, Luís Mateia, Marta Macedo, Nelson David Rosário, Ricardo Teixeira, Sérgio Pereira, Tatiana Sousa, Wilson Lopes e Yannick Landu.

Esta é mais uma iniciativa do projeto da Fundação Calouste Gulbenkian, “CAM em Movimento”, que teve início em outubro de 2021, devido ao facto do Centro de Arte Moderna (CAM) se encontrar encerrado para obras.

Benjamin Weil, diretor do CAM, em apresentação aos jornalistas, no passado mês de outubro, considerou o projeto um “momento de transição, ideal para experimentar novas formas de exposição”. 

“Tudo o que estamos a fazer agora são experiências para preparar a reabertura. Uma vez que o centro de arte está encerrado, queremos estender a mão aos visitantes e que a experiência da arte faça parte da vida quotidiana de todos”, esclareceu, em declarações à Lusa.

“4 Olhos»/«4 Odju” permanecerá no Parque da Bela Vista, em Chelas, até ao mês de dezembro.

Subscreva para receber o mais recente conteúdo sobre cultura, entretenimento e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade