Início » Entretenimento » Minecraft e GNR juntam-se para tornar a Internet mais segura
Entretenimento Gaming Tecnologia

Minecraft e GNR juntam-se para tornar a Internet mais segura

minecraft

Através do popular videojogo “Minecraft”, a empresa norte-americana de tecnologia Microsoft e a GNR formaram uma iniciativa para marcar o mês da Internet Segura, tocando em temas como a desinformação, segurança, proteção de dados e cyberbullying.

O Consórcio do Centro Internet Segura, a Microsoft e a GNR anunciaram uma parceria que visa marcar o mês da Internet Segura, sendo que a iniciativa terá várias ações de sensibilização recorrendo ao jogo “Minecraft”.

A parceria procura aprofundar temas como desinformação, segurança digital, cyberbullying e proteção e partilha de dados pela Internet.

Por sua vez, a Microsoft considera a iniciativa como de “extrema importância”, visto que se tem verificado um aumento de quebras de segurança e roubos de identidade.

Eduardo Antunes, diretor executivo do Setor Público da Microsoft Portugal, afirma que “Alertar, sensibilizar e formar a nossa comunidade escolar é fundamental porque é através da formação, da correta utilização da tecnologia e da aplicação de boas práticas que se minimizam, ou mesmo evitam, muitos dos perigos identificados”.

As ações de formação serão gratuitas administradas por voluntários da Microsoft e da GNR, sendo realizadas em escolas básicas e secundárias que se mostrem interessadas. Sendo esse o caso, os estabelecimentos de ensino deverão enviar um e-mail diretamente para a Microsoft através do endereço sessoesSIDPT@microsoft.com.

“Face à persistente conjetura pandémica, a utilização das tecnologias no meio escolar foi determinante para permitir dar continuidade ao ensino não presencial, e é neste enquadramento especial que a GNR tem apostado grande parte das suas ações de prevenção e sensibilização”, referiu, em comunicado, a Major Mafalda Almeida da GNR.

Subscreva para receber o mais recente conteúdo sobre cultura, entretenimento e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade