Início » Entretenimento » Seis filmes portugueses na corrida para os Óscares
Cinema Cultura Entretenimento

Seis filmes portugueses na corrida para os Óscares

Seis filmes portugueses

Catarina Vasconcelos, Sérgio Graciano, Bruno Gascon, David Bonneville, Artur Ribeiro e Gonçalo Galvão Teles são os criadores dos seis filmes portugueses pré-selecionados para o processo de nomeação aos Óscares.

Foram anunciados, na passada segunda-feira, dia 11, pela Academia Portuguesa de Cinema, os pré-selecionados que irão competir entre si para definir quem irá representar Portugal nos Óscares 2022, concorrendo ao prémio de Melhor Filme Internacional.

Os seis filmes portugueses são: 

  • “A Metamorfose dos Pássaros, de Catarina Vasconcelos; 
  • “O Som que Desce da Terra”, de Sérgio Graciano; 
  • “Sombra”, de Bruno Gascon;
  • “O Último Banho”, de David Bonneville;
  • “Terra Nova”, de Artur Ribeiro;
  • “Nunca Nada Aconteceu”, de Gonçalo Galvão Teles.

Os membros da Academia Portuguesa de Cinema estarão encarregues do processo de seleção do candidato a uma nomeação aos Óscares, anunciando o resultado dia 29 de outubro.

Até à data, apenas dois dos seis filmes portugueses pré-selecionados estiveram presentes em salas de cinema, devido às restrições provocadas pela pandemia da covid-19, sendo que os restantes estrear-se-ão até ao final do ano.

“O Último Banho”, primeiro projeto de David Bonneville, marcou presença nos cinemas no passado verão, dia 1 de julho, enquanto “A Metamorfose dos Pássaros”, também uma longa-metragem de estreia para Catarina Vasconcelos, chegou ao grande ecrã no dia 7 deste mês.

Estreará, ainda esta semana, “Sombra”, de Bruno Gascon, uma obra baseada no desaparecimento de crianças em Portugal.

O comité que realizou a pré-seleção de obras a representar Portugal nos Óscares foi composto por André Szankowski (diretor de fotografia), Dalila Carmo (atriz), Elvis Veiguinha (‘sound designer’), Luís Cília (compositor), Marco Martins (realizador), Maria João Mayer (produtora) e Matamba Joaquim (ator).

Segundo o regulamento da cerimónia americana de prémios, os filmes candidatos a nomeação para Melhor Filme Internacional têm de preencher os requisitos de estrearem no país de origem entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2021 e terem pelo menos uma semana consecutiva de exibição em sala.

Outros países já selecionaram nomeado para este prémio, como é o caso de Espanha, com “El Buen Patrón”, de Fernando León de Aranoa, ou a Coreia do Sul, com “Escape from Mogadishu”, de Ryoo Seung-wan.

A 94ª edição dos Óscares está agendada para 27 de março, em Los Angeles, na Califórnia. Recorde-se que o último Óscar de Melhor Filme Internacional foi para “Mais Uma Rodada”, do dinamarquês Thomas Vinterberg.

 

Publicidade

Sobre o autor

Entretenimento

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário

Publicidade