Início » Finanças » Vai comprar a sua primeira casa? Siga estas dicas!
Finanças Finanças Pessoais Nacional

Vai comprar a sua primeira casa? Siga estas dicas!

comprar-casa

É normal que quem case queira comprar casa própria. Contudo, apesar da vontade que todos partilhamos de ter um sítio a que possamos chamar lar e onde podemos dar o pontapé de saída para uma vida em casal, a compra da primeira casa é uma decisão que não deve ser tomada de ânimo leve, uma vez que vai envolver um enorme esforço financeiro da sua parte.

De modo a ajudá-lo a preparar-se da melhor forma para este passo tão importante, tome nota das dicas que temos para si:

Dicas para comprar casa

  • Timing

A especulação imobiliária, o contexto económico e as taxas de juro são aspetos a ter em conta aquando da decisão de comprar casa, uma vez que vão ter impactos diretos no valor que vai pagar pelo imóvel.

Por exemplo, face aos mínimos históricos em que se encontra a taxa de referência EURIBOR, financiar uma habitação é agora mais acessível. Alturas como esta em que as taxas estão apelativas – a juntar a reduções do spread dos bancos – afiguram-se sempre como uma excelente oportunidade para partir para a compra de casa própria.

  • Atenção à localização e dimensão do imóvel

No que toca à localização, é importante ter em mente os seguintes cenários:

  • Imóveis em locais de grande pressão imobiliária são mais caros e pagam mais IMI, mas, no caso de querer vender a sua habitação no futuro, uma casa bem localizada (boas acessibilidades, proximidade a escolas, transportes, serviços públicos, tec.) vai acabar por ter um grande impacto não apenas no valor que irá ganhar com a venda, mas também com a facilidade em encontrar potenciais compradores.
  • Por outro lado, caso a escolha recaia num local de menor pressão imobiliária e em municípios onde a taxa de IMI é mais reduzida, o preço e encargos com a habitação será menor, mas poderá enfrentar mais dificuldades em rentabilizar o seu investimento numa futura venda.

Para além da localização, outro aspeto que deve ponderar é a dimensão da habitação. Quanto maior é a casa, maiores são os custos com a manutenção e o aquecimento/arrefecimento e respetivos associados.

Se a escolha que tem em mãos é entre duas habitações de diferentes dimensões a preços semelhantes, a escolha mais inteligente é optar pela maior. Apesar disso, e porque uma casa maior traz, como vimos, maiores encargos, é importante adequar a escolha da casa às suas necessidades e capacidades financeiras.

  • Procure o auxílio de uma agência imobiliária

Procurar uma casa pelos seus próprios meios pode ser uma tarefa extenuante, por isso, pondere desfrutar da ajuda de uma agência imobiliária, uma vez que esta pode guiá-lo e aconselhá-lo em diversos aspetos fulcrais, como entre outros, localização, preço, estado do imóvel, que tipos de serviços estão próximos ou previsões quanto à valorização da casa no futuro.

  • Compare créditos Habitação

Uma das dicas para comprar casa mais importantes é a que diz respeito à comparação de créditos habitação.

Como a maior parte das pessoas que se propõe comprar casa não tem o dinheiro necessário ao pagamento do imóvel na sua totalidade, o recurso a um crédito Habitação é, por norma, a solução preferida.

Contudo, é importante que antes de contratar uma solução deste tipo, faça uma aturada pesquisa de mercado e compare os juros, seguros e comissões praticados pelas inúmeras instituições de crédito presentes em Portugal de modo a que não fique com despesas incomportáveis para o seu orçamento familiar mensal.

Quando partir para a sua pesquisa e comparação das várias ofertas de crédito habitação existentes, tenha em particular atenção os seguintes elementos: TAEG, Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC), spread e prestação mensal.

  • Disponha de um fundo de emergência

Tão importante como ter em atenção a localização do imóvel ou comparar as diversas soluções de crédito habitação disponíveis no mercado, é dispor de um fundo de emergência que lhe permita fazer face a imprevistos (desemprego, por exemplo) que possam pôr em causa o pagamento das prestações mensais do empréstimo da casa.

Publicidade

Publicidade