Início » Formação » Carta de recomendação: siga estas dicas!
Carreira Cursos Formação

Carta de recomendação: siga estas dicas!

Carta de recomendação

As cartas de recomendação são uma forma de conhecer melhor um candidato e ter mais confiança nas competências e experiência profissional que é mencionada numa candidatura. Apesar de tendencialmente não ser exigida nos anúncios de emprego, é sempre bom acrescentar uma carta de recomendação ao seu currículo.

Preparamos algumas dicas para o ajudar a entregar a melhor carta de recomendação possível de forma a destacar-se na fase de recrutamento.

O que é uma carta de recomendação?

A carta de recomendação é um documento que funciona como um complemento ao CV. Neste documento são apresentadas as principais características e competências do candidato e os motivos que levam à recomendação do mesmo. É vista como uma forma de garantir a credibilidade das competências descritas no cv uma vez que comprova a veracidade das informações fornecidas pelo candidato.

Dicas para conseguir entregar uma boa carta de recomendação

  • Escolha a pessoa certa para a escrever

Tenha em consideração que a pessoa que a escreve tem de lhe dar mais credibilidade a nível profissional ou académico. A carta de recomendação, como já deve ter percebido, não pode ser escrita por um familiar ou amigo uma vez que estes não têm o distanciamento necessário para o poder avaliar de forma parcial. É essencial que a pessoa escolhida exerça funções na sua área, que tenha trabalhado consigo e que seja capaz de avaliar as suas capacidades de forma objetiva.

Para que a carta de recomendação seja valorizada como algo positivo é essencial que seja escrita por alguém numa posição de destaque.

Peça a um ex-colega de trabalho em quem confia ou a um ex-empregador com quem mantém uma boa relação. Tenha em mente que a carta deve ser justa e deve resultar de uma avaliação eficiente e não ser apenas uma série de elogios de amigo.

  • Fornecer dados fundamentais sobre o autor da carta

O autor da carta da recomendação e o seu título académico devem ser devidamente apresentados. É ainda considerado útil referir a função profissional e o e-mail para que o recrutador possa entrar em contacto com ele caso seja necessário.

  • Peça uma descrição detalhada do seu perfil profissional

Quanto mais descritivo for o autor, mais fácil será para quem vai receber a carta ficar a conhecer o candidato. É importante que sejam identificadas as situações em específico em que foram observadas as competências descritas. Justificar a recomendação de forma objetiva e sem floreados é indispensável. As competências apresentadas devem ser especialmente de ordem técnica.

Outros aspetos a ter em atenção

  • Usar linguagem formal

A linguagem deve ser cuidada e as informações devem ser apresentadas de forma clara e objetiva.

  • Evitar erros de ortografia ou de pontuação

A carta de recomendação não terá o mesmo valor se tiver erros de ortografia ou de pontuação. Mesmo de sejam erros de distração, podem colocar em causa a fiabilidade da recomendação. 

  • A carta deve ser recente

Não vale a pena apresentar uma carta de recomendação se já tem anos. Tenha atenção à data da carta de recomendação. Se já passou demasiado tempo, peça uma nova.

Subscreva para receber o mais recente conteúdo sobre formação, carreira e campanhas especiais.

Publicidade

Sobre o autor

Formação

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário

Publicidade

Publicidade