Início » Notícias » 1.2 milhões de portugueses não têm médico de família
Nacional Notícias

1.2 milhões de portugueses não têm médico de família

1.2 milhões

Em Portugal, há cerca de 1.2 milhões de pessoas que não têm médico de família, esperando-se um agravamento com a reforma de 1.000 especialistas, prevista para 2022.

De acordo com dados divulgados pelo Portal da Transparência, no mês de março de 2022, mais de 1.2 milhões de portugueses encontravam-se sem médico de família.

Estes dados revelam que 1.235.831 pessoas não tinham médico de família atribuído, com a situação mais preocupante a verificar-se em Lisboa e Vale do Tejo.

Segundo especialistas, este é um problema com tendência a agravar-se, muito devido às situações de baixas prolongadas, bem como licenças de maternidade e paternidade.

À SIC Notícias, Jorge Roque da Cunha, secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), explicou que a “falta de atratividade da região tem deixado muitas vagas por preencher”, referindo, ainda, que os salários limitam aquilo que é a “mobilidade no país”, além de despesas, como renda ou infantários.

Por sua vez, o presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), Nuno Jacinto, em conversa com a mesma estação televisiva, fala em falta de médicos para tantos utentes, realçando que, em unidades com “carência maior”, os médicos são “inundados de tarefas”.

Espera-se, igualmente, um agravamento da situação, com a reforma, prevista para este ano, de cerca de 1.000 especialistas. Os médicos indicam que a solução passa pela “valorização da carreira” e por “menos burocracia”.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade