Início » Notícias » Afeganistão: talibãs anunciam proibição de moeda estrangeira
Internacional Notícias

Afeganistão: talibãs anunciam proibição de moeda estrangeira

Afeganistão

Foi, esta quarta-feira, dia 3, anunciada pelos talibãs a proibição de qualquer moeda estrangeira em transações domésticas no Afeganistão, com o objetivo de revalorizar a moeda nacional, que está, atualmente, no seu nível mais baixo das últimas duas décadas.

Segundo o comunicado divulgado pelo grupo fundamentalista islâmico, “A situação económica e os interesses nacionais do país exigem que todos os afegãos usem a moeda afegã no comércio”, alertando, ainda, para o risco de punições para quem não cumprir esta mais recente proibição.

No mesmo documento, o novo Governo do Afeganistão pede a “todos os cidadãos, comerciantes, empresários e afegãos em geral que efetuem comércio com moeda afegã e se abstenham de usar moeda estrangeira”, argumentando que as divisas externas “têm efeitos negativos na economia do país”.

O banco central afegão decidiu também, inesperadamente, aumentar o valor que pode ser levantado dos bancos semanalmente de 200 dólares (160 euros, convertendo para a moeda local), para 400 dólares (320 euros).

Recorde-se que o Afeganistão atravessa, atualmente, uma grave crise no sistema financeiro, estando este à beira do colapso desde que os EUA congelaram os fundos de ajuda ao país, devido ao golpe de Estado talibã, em agosto.

O professor de Economia, Ebadullah Nasiry, afirma que a medida tomada pelo regime talibã é “muito eficaz na situação atual, mas que precisa de um procedimento e de um mecanismo organizado para ser implementada”.

O especialista acrescentou, ainda, que “A transação em dinheiro no Afeganistão aumentará a procura da nossa moeda, o que terá um bom efeito”, mas “os talibãs devem concentrar-se não apenas nas transações em dinheiro, mas também nas transações digitais”.

Os bancos privados afegãos, atualmente, só permitem transações no Afeganistão, algo que tem provocado o aumento das taxas de câmbio, visto que não podem operar em dólares.

Segundo o analista de sistemas financeiros, Arif Nikmal, “Tendo em conta que a nossa moeda está no seu ponto de maior declínio, esta é uma boa decisão que não só afetará positivamente a estabilidade da nossa moeda, mas também reduzirá as taxas de juro”.

Por outro lado, Mohammad, um cambista afegão, da província de Kandahar, não aprecia a nova medida do Governo talibã, avisando que “devido à instabilidade no Afeganistão, a maioria dos empresários, caixas e cambistas converteram o seu capital em dólares ou em rúpias paquistanesas” para evitar a perda de valor do dinheiro.

De acordo com o cambista, dado que o Afeganistão é um país “voltado para as importações, onde os empresários precisam de liberdade para usar moedas diferentes e evitar perdas no câmbio”, a conversão de capitais para afegânis afegãos causará elevados prejuízos.

Publicidade

Publicidade