Início » Notícias » Águias vencem em Vizela e seguem em primeiro
Benfica Desporto Futebol Notícias

Águias vencem em Vizela e seguem em primeiro

Águias

O Benfica, de Jorge Jesus, venceu o Vizela, por 0-1, num jogo de emoções altas, mas de ritmo relativamente baixo, marcado pelo aparente desgaste das águias, fruto do jogo contra os bávaros do Bayern, e por um golo no último suspiro do encontro.

Os encarnados venceram os vizelenses, de Álvaro Pacheco, com um golo solitário ao cair do pano, com Rafa, já nos 98 minutos, a encostar para colocar o Benfica de novo na primeira posição do primeiro escalão português.

Aparentemente afetadas pelo desgaste, não foi tarefa fácil para as águias penetrar as linhas da equipa da casa, tendo, no entanto, alguns momentos de perigo, mas inconsequentes, sendo que a primeira ameaça é vizelense, num momento de desconcentração de Odysseas, que compensa, logo a seguir, com uma enorme mancha, para bloquear o remate, com o pior pé, de Samú.

O Vizela continuava a ameaçar, e aos 25 minutos rompeu, mais uma vez, a linha defensiva encarnada e, num passe de Claudemir para Schettine, levou mais uma bola à baliza do guardião grego, para uma competente intervenção.

O jogo, apesar de sem perigo, era comandado pelas águias, até que, aos 31 minutos, Diogo Gonçalves, com um autêntico foguete, obrigou a uma enorme defesa, com a ponta dos dedos, de Charles, assinalando o primeiro momento de verdadeiro perigo do Benfica.

Apesar de alguma pressão benfiquista, o cansaço físico e mental parecia notar-se em campo, levando a que a baliza encarnada nunca estivesse verdadeiramente fora de perigo, sendo que aos 40 minutos, Odysseas foi obrigado a intervir mais uma vez, após remate traiçoeiro, de fora de área, de Alex Mendez.

Os homens de Jorge Jesus assumiram mais o jogo na segunda parte, levando perigo à baliza de Charles aos 52 minutos, com um grande cruzamento de Diogo Gonçalves ao segundo poste a encontrar Darwin, que cabeceou para uma boa intervenção do guarda-redes brasileiro.

As substituições de Jesus, que tirou os laterais de campo, apostando em jogadores de ataque pelas alas (Radonjić e Everton), e que retirou Yaremchuk, que manifestava enorme cansaço, por Gonçalo Ramos, conseguiram mexer com o jogo, sendo que ao minuto 82, numa investida individual de Radonjić, que ressaltou na defesa vizelense, o esférico sobrou para Rafa finalizar com classe, acabando, no entanto, por ser anulado por fora de jogo.

Na equipa da Luz entraram, ainda, Adel Taarabt, por João Mário, e Pizzi, por Darwin Nuñez. Já equipa da casa, ao longo do jogo, apostou em Kiko, por Guilherme Schettine, Evrard Zag, por Claudemir, Francis Cann, por Nuno Moreira, e Bruno Wilson, por Alex Mendez.

Num jogo repleto de paragens para assistência a jogadores vizelenses, aos 87, as águias voltaram a rematar à baliza, desta vez à figura de Charles, num remate fora da área, de Adel Taarabt, que acabaria por ser traiçoeiro, obrigando o guardião do Vizela a uma defesa a dois tempos.

As investidas encarnadas continuavam, e aos 88, num excelente passe de Taarabt, a virar jogo para Radonjić, o sérvio rematou de primeira para mais uma intervenção de Charles, negando o golo do Benfica.

Até ao golo dos visitantes, a formação vizelense insistiu em tornar o trabalho da defesa benfiquista mais difícil. O recém-entrado Zag, aos 90, rematou com muita potência, passando perto da baliza de Odysseas.

Apesar de algumas insistências “de última hora” da equipa da casa, Radonjić recuperou a bola no meio do campo, enganou dois vizelenses, decidiu bem para Pizzi, que, num cruzamento exímio para Rafa, permitiu que a “flecha” das águias finalizasse de primeira, aos 98, salvando o Benfica e catapultando os encarnados de volta para o primeiro lugar da tabela.

A turma da Luz soma, assim, 24 pontos, mais um que o FC Porto e que o terceiro classificado, Sporting. Já o Vizela, com esta derrota, ocupa a 12ª posição da tabela classificativa, com oito pontos.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade