Início » Notícias » Bayern complica vida europeia ao Benfica
Benfica Futebol Notícias

Bayern complica vida europeia ao Benfica

Bayern

Os encarnados foram mais uma vez derrotados pelos alemães do Bayern Munique (5-2), em jogo a contar para o Grupo E da Liga dos Campeões, complicando, assim, as contas europeias ao Benfica, que ainda defronta o Barcelona, em Camp Nou, e o Dínamo Kiev, na Luz.

Em noite europeia, o Benfica sofreu um desaire às mãos dos favoritos bávaros, sendo que os encarnados entraram em campo com um onze secundário, com Jorge Jesus a apostar em nomes como Meïté, Everton, Gilberto e Morato para começarem o jogo em território alemão.

Apesar dos cinco golos sofridos, no entanto, o Benfica assustou várias vezes o Bayern, nomeadamente abrindo o marcador, aos 15 minutos, com um golo de Lucas Veríssimo que viria a ser polemicamente anulado por posição irregular de Pizzi, que assistiu o central brasileiro na sequência de um canto batido por João Mário.

A resposta bávara veio onze minutos depois, quando, aos 26, o suspeito do costume, Robert Lewandowski, colocou de cabeça nas redes de Vlachodimos, após uma investida mágica de Coman pela direita da defesa benfiquista que culminou num cruzamento exímio para o polaco, fazendo, assim, o 1-0.

O segundo golo não tardou em aparecer e aos 32 minutos, após receber o esférico nas costas da defesa encarnada, Lewandowski, desta vez a assistir, direciona a bola para uma espetacular execução de Serge Gnabry.

O clube da Luz, no entanto, não arredou pé, e apesar das complicações defensivas demonstradas frente à máquina de golos bávara, conseguiu balançar as redes de Manuel Neuer, aos 38 minutos, com um cruzamento de Grimaldo para a cabeça de Morato, reduzindo a desvantagem na Allianz Arena e concretizando o primeiro golo sofrido pelo Bayern nesta edição da Liga dos Campeões.

Antes de acabar a primeira parte, o esférico entrou em contacto com o braço de Lucas Veríssimo dentro da grande área, levando a um penálti, cobrado por Lewandowski, que, todavia, facilitou a tarefa para o guardião grego do Benfica, que agarrou com alguma facilidade o remate do artilheiro polaco.

Mas aos 49 minutos, O Gigante da Baviera mostrou que ainda estava bem acordado, com um passe clínico de Joshua Kimmich a atingir a cabeça do lateral canadiano Alphonso Davies, para este assistir Sané que, em grande estilo, de primeira, remata para o canto inferior direito da baliza encarnada, concretizando o 3-1.

Aos 61 minutos, Lewandowski “matava” mais uma vez, com um passe de Sané a fazer chegar o esférico aos pés do polaco que, com um excelente controlo de bola e frieza, chapelou Odysseas Vlachodimos para fazer o 4-1 para os alemães.

O que o Benfica não teve de defensivo, teve de ofensivo, procurando sempre mais um golo em território alemão, com o mesmo a chegar aos 74 minutos, por intermédio do recém-entrado Darwin Nuñez, que finalizou por entre as pernas de Neuer, após uma espetacular jogada individual do internacional português João Mário. Estava, deste modo, feito o 4-2.

O marcador foi encerrado aos 84 minutos, quando o guarda redes alemão, num fortíssimo pontapé na área bávara, transporta a bola para as costas da linha defensiva benfiquista, acabando nos pés de Lewandowski que, com mais um chapéu, finalizou um hat-trick e assinalou o 5-2 para a equipa da casa.

Deste modo, e com a vitória mínima do Barcelona em Kiev, as contas complicam-se para o Benfica, que não pode perder em Camp Nou se quiser continuar na Liga dos Campeões, visto que está a dois pontos dos catalães.

Os encarnados viram agora as atenções para receção ao SC Braga, no próximo domingo, dia 7, às 21h15, em jogo a contar para a Primeira Liga portuguesa.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade