Início » Notícias » Bolsonaro firme em comparecer na Assembleia Geral da ONU
Internacional Notícias

Bolsonaro firme em comparecer na Assembleia Geral da ONU

Bolsonaro

O chefe de Estado brasileiro, Jair Bolsonaro, referiu que apenas ponderará vacinar-se contra a covid-19 quando a população do Brasil o fizer.

O Presidente brasileiro está decidido em comparecer na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na próxima semana, dia 21, em Nova Iorque, onde deverá ser exigido certificado de vacinação.

Na quinta-feira, dia 16, nas redes sociais, Bolsonaro afirmou que marcará presença “na Assembleia Geral da ONU na próxima semana. Darei o discurso de abertura. Um discurso sereno, bastante objetivo, focado nos pontos de interesse para nós”.

A participação do chefe de Estado brasileiro foi, no entanto, posta em causa pelo líder da Assembleia, Abdulla Shahid, quando este anunciou que todos os intervenientes deveriam estar vacinados e apresentar o certificado digital de vacinação contra a covid-19. Sublinhando, o Comissário da Saúde de Nova Iorque, Dave Chokshi, referiu que, sendo o anfiteatro da Assembleia Geral um “centro de convenções”, o mesmo está sujeito às regras que a maior dos espaços de atividade interior da cidade.

Já António Guterres garantiu que não podia impor restrições dessas aos representantes dos estados-membros. A forma como o regulamento relativo à apresentação de certificado não é, portanto, uma temática totalmente esclarecida, mas com os porta-vozes da ONU, Shahid e Guterres, a garantirem que discussões estão em andamento.

Se Bolsonaro será ou não vacinado, no entanto, continua a ser uma conversa alvo de especulação.

É de lembrar que, no ano passado, o chefe de Estado brasileiro, esteve infetado com o coronavírus, razão pela qual acredita estar imunizado. 

Segundo Jair Bolsonaro, “Você toma a vacina para quê? Para ter anticorpos, não é isso? A minha taxa de anticorpos está lá em cima”, antes de acrescentar, falando ao Ministro da Saúde brasileiro, Marcelo Queiroga, “Para que é que eu vou tomar? Todo mundo já tomou vacina no Brasil? Depois que todo mundo tomar vou decidir meu futuro aí”, enquanto mostrava um alegado exame médico.

Queiroga, em resposta, afirmou que Bolsonaro “precisa se vacinar”.

A Assembleia Geral da ONU realizar-se-á na terça-feira, dia 21.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais. 

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade