Início » Notícias » Certificados digitais: Portugal com mais de 8,7 milhões emitidos
Nacional Notícias

Certificados digitais: Portugal com mais de 8,7 milhões emitidos

Certificados digitais

Nos últimos quatro meses, mais de 8,7 milhões de certificados digitais de vacinação, recuperação e testagem da covid-19 foram emitidos pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Desde a data em que o certificado digital de vacinação da União Europeia começou a ser emitido em Portugal (16 de junho), até 19 de outubro, foram emitidos 8.786.955 certificados, dos quais 8.264.017 são de vacinação, 255.703 de recuperação e 267.235 de testagem.

Segundo Luís Goes Pinheiro, presidente da entidade responsável pela emissão dos documentos (SPMS), sendo que mais de 85% da população portuguesa já se encontra vacinada, o certificado digital é algo cada vez menos solicitado pela Linha SNS24 e pelos sistemas digitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O documento é necessário em Portugal para frequentar bares e discotecas, para visitar lares de idosos ou pessoas internadas em hospitais, para viajar e para eventos que tenham lugar em salas de espetáculo com mais de 1.000 pessoas ou 5.000 no exterior.

Luís Goes Pinheiro assumiu, ainda, a importância destes documentos digitais de certificação de vacinação, considerando que “cumpriram muitas funções”, como “dar um empurrãozinho para a vacinação”.

Segundo o presidente dos SPMS, “Em Portugal, provavelmente, não seria necessário porque de facto os portugueses deram uma prova absolutamente extraordinária de responsabilidade, mas o certificado não é só português, é um certificado europeu e acho que foi importante para dar esse empurrão para a vacinação”.

Luís Goes Pinheiro alertou, ainda, para a data de validade dos certificados digitais de vacinação, que é de 180 dias, informando que, para proceder à renovação do documento, deve ser utilizada a app do SNS24, o portal do SNS24 ou os Espaços Cidadão.

De acordo com o presidente da entidade responsável pela emissão dos certificados, “A app SNS24 é um dos veículos que nós pretendemos que venham a ser preferenciais na relação com o cidadão, pela sua simplicidade, e por concentrar no mesmo ponto o que é importante para as pessoas na sua relação com o SNS”.

Salientou, ainda, o facto de o centro de contacto (808 24 24 24) ter ganho maior notoriedade e de as pessoas terem sentido que o mesmo era “uma porta sempre aberta”. “Tanto é que 2021 já é o ano com mais chamadas atendidas no SNS. Estamos a falar de mais de 4.350.000”, referiu.

Foram criados, para além da app SNS24, os balcões SNS24, que têm como objetivo o auxílio de pessoas com “muitas dificuldades” em utilizar sistemas de informação.

Segundo avançou Luís Goes Pinheiro, já foram abertos 111 balcões, com previsão para abrirem mais até ao final de 2021, sendo que o objetivo é expandir estas unidades para todo o território nacional.

De momento, existem na área de influência das Administrações Regionais de Saúde do Norte, do Centro e de Lisboa e Vale do Tejo, mas com a meta de alcançar o Algarve e o Alentejo e que “o país esteja cheio de pontinhos verdes com o símbolo do SNS 24”.

Publicidade

Publicidade