Início » Notícias » Clássico na Taça de Portugal acaba com vitória dos dragões
Benfica Desporto FC Porto Futebol Notícias

Clássico na Taça de Portugal acaba com vitória dos dragões

Clássico

O Porto venceu, por 3-0, o Benfica em jogo a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal, com um Clássico marcado pelo domínio azul e branco do início ao fim, apesar da expulsão do homem responsável por dois dos três golos do dragões, Evanílson.

Para um Clássico entre Porto e Benfica, o marcador abriu estranhamento cedo no Estádio do Dragão, com um golo de Evanílson aos 31 segundos, após uma reposição de bola na linha lateral e uma fraca abordagem da linha defensiva das águias, sendo que o guardião Helton Leite ficou muito mal na fotografia, oferecendo alguma passividade ao lance.

Com entrada forte e pressionante dos dragões, o segundo golo dos homens de Sérgio Conceição, que se encontrava de fora neste jogo, não tardou a chegar, quando, numa nova e péssima abordagem de Helton Leite, o guarda-redes encarnado socou a bola para os pés de Vitinha, que tocou a bola com muita classe por cima do guardião benfiquista e de Otamendi, fazendo o 2-0 para a equipa da casa.

Aos 17 minutos, num lance contra a corrente do jogo, Darwin Núñez, após um exímio passe de Adel Taarabt, colocou a bola no fundo das redes portistas, com o lance anulado após intervenção do VAR, gerando muitas dúvidas na decisão final, mas confirmando que o uruguaio se encontrava offside por quatro centímetros.

A turma da Invicta tinha o controlo do jogo e sempre que saía em ataque rápido abalava a estrutura defensiva encarnada, sendo que, aos 31 minutos de jogo, vítima dessa fluidez ofensiva dos dragões, o Benfica acabou por sofrer o terceiro golo, após uma desmarcação e investida eficaz de Luis Diaz, que entregou para Evanilson concretizar o 3-0 e o bis na conta pessoal.

A figura do jogo acabou, no entanto, por ser expulso, após ver segundo amarelo num lance em que atingiu João Mário na face com o braço, valendo muitos protestos dos jogadores e staff azuis e brancos, com base num lance semelhante em que Taarabt feriu Otávio, sem qualquer tipo de admoestação por parte de Fábio Veríssimo.

A segunda parte do encontro, todavia, não criou muito desconforto à equipa da casa, que criava mais perigo que os encarnados, inclusive um falhanço de Mehdi Taremi, aos 56 minutos, após jogada em ataque rápido de Zaidu, com o iraniano a atingir o poste, apesar de ter sido uma ocasião de baliza escancarada.

Aos 83 minutos, no entanto, o Benfica chegou ao golo, por intermédio de Otamendi, que, nas alturas, fez balançar as redes de Marchesín, tendo sido o lance, após mais uma revisão do videoárbitro, anulado por fora de jogo do homem responsável pela assistência, Pizzi. 

O Porto acabou por vencer o Clássico e passar à próxima fase da Taça da Portugal, com o sorteio dos quartos de final agendado para a próxima segunda-feira.

O Benfica desloca-se novamente ao Estádio do Dragão na próxima quinta-feira, dia 30, desta vez em jogo para a o campeonato nacional.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade