Início » Notícias » Costa fala sobre energia na Europa. “Temos que ter uma resposta a curto prazo”
Nacional Notícias

Costa fala sobre energia na Europa. “Temos que ter uma resposta a curto prazo”

costa

Esta sexta-feira, dia 18, António Costa e representantes de Espanha, Grécia e Itália reuniram-se em Roma, para discutir temáticas como a energia e as matérias-primas no continente europeu.

António Costa reuniu hoje com Pedro Sánchez, Kyriákos Mitsotákis e Mario Draghi, em Roma, para debater sobre as consequências energéticas da guerra na Ucrânia.

O primeiro-ministro português afirmou que a situação pandémica serve como “um bom exemplo” de como o continente europeu consegue responder a crises globais.

De acordo com António Costa, “soubemos responder do ponto de vista sanitário, através da aquisição conjunta de vacinas, que assegurou o acesso a vacinas a todos os estados-membros e a todos os cidadãos, e do ponto de vista económico”, dado que se regista uma taxa de desemprego, atualmente, inferior à de pré-pandemia.

O “espírito de unidade tem marcado a forma como a Europa tem sabido responder à guerra desencadeada pela Rússia”, disse o chefe do Governo português, referindo as sanções ao Kremlin, o apoio dado à Ucrânia e a “solidariedade aos milhões de ucranianos que procuram proteção internacional”.

Costa falou, ainda, na necessidade de “responder conjuntamente às consequências económicas e sociais desta guerra”, sublinhando que “a energia tem uma dimensão estratégica” em panoramas como o desenvolvimento das interconexões e das energias renováveis, bem como a diversificação das fontes e rotas de energia.

Focando o preço do gás, o primeiro-ministro destacou a existência de uma “questão central” tão importante como “impedir a contaminação da formação do preço da eletricidade pela explosão que tem tido o crescimento do preço do gás”.

“Temos que ter também uma resposta a curto prazo”, defendeu, frisando “só uma Europa forte continuará a ter força para apoiar a Ucrânia, só uma Europa forte terá capacidade de reforçar o seu investimento em segurança e em defesa de forma a garantir a paz”.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade