Início » Notícias » Europol detém cerca de 150 suspeitos em operação contra comércio ilegal na internet
Internacional Notícias

Europol detém cerca de 150 suspeitos em operação contra comércio ilegal na internet

Europol

A polícia europeia (Europol), com sede em Haia, nos Países Baixos, levou a cabo uma operação contra o comércio ilegal na dark web, (secção não indexada da internet), realizando cerca de 150 detenções.

Segundo afirma a Europol, “Esta operação, conhecida como ‘Dark Hun TOR’, consistiu numa série de ações separadas, mas complementares, na Austrália, Bulgária, França, Alemanha, Itália, Países Baixos, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos”.

Nesta operação, foram apreendidos vários milhões de euros em dinheiro e em moeda eletrónica (bitcoin), – cerca de 26,7 milhões de euros em dinheiro e moedas eletrónicas – em conjunto com várias quantidades de drogas e armas, – incluindo 25.000 comprimidos de ecstasy e 45 armas de fogo – no seguimento do desmantelamento do DarkMarket, – um dos principais pontos do mercado negro da internet –  em janeiro deste ano, com esta operação a ser liderada pela polícia alemã.

Segundo a Europol, muitos dos detidos “eram alvos importantes” para a polícia europeia, sendo que, na operação “Dark Hun TOR”, cerca de 65 pessoas foram detidas nos Estados Unidos, bem como 47 na Alemanha, 24 no Reino Unido, quatro nos Países Baixos e quatro em Itália.

As autoridades encerraram, também, em Itália, os mercados ilegais “DeepSea” e “Berlusconi”, que, de acordo com a Europol, em conjunto, realizavam exposição a “mais de 100 mil anúncios de produtos ilegais”.

Esta operação teve o apoio da agência de cooperação judiciária da União Europeia, Eurojust.

Segundo afirma Jean-Philippe Lecouffe, vice-diretor de operações da Europol, “O objetivo de uma operação como esta é sinalizar aos criminosos que operam na dark web que a comunidade encarregada da aplicação da lei tem os meios e as parcerias internacionais para os expor e responsabilizar pelas suas atividades ilegais, mesmo em áreas da dark web“.

Espera-se, ainda, na tarde desta terça-feira, que a Europol realize uma conferência de imprensa, em Washington, com o objetivo de apresentar mais detalhes sobre a investigação realizada.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade