Início » Notícias » Ex-treinador da Venezuela acusado de abuso sexual
Desporto Notícias

Ex-treinador da Venezuela acusado de abuso sexual

ex-treinador

Jogadoras da Seleção da Venezuela acusam o ex-treinador, Kenneth Zseremeta, de assédio sexual e abusos psicológicos e físicos.

O antigo treinador da Seleção de futebol feminino da Venezuela está a ser acusado, por 24 jogadoras da equipa nacional, de assédio sexual e abusos físicos e psicológicos.

De acordo com as atletas, em carta aberta divulgada nas redes sociais, os abusos duraram cerca de nove anos, entre 2008 e 2017, período em que Kenneth Zseremeta treino a equipa venezuelana em várias categorias, havendo um caso de abuso sexual no relato partilhado.

Como se pode ler no comunicado:

“No ano passado, uma de nossas companheiras confessou-nos que tinha sido abusada sexualmente desde os 14 anos pelo treinador Kenneth Zseremeta. O abuso durou até que ele fosse despedido. O cúmplice dele em tudo isso foi Williams Pino. Foi uma notícia que para todas nós foi muito difícil de assimilar, já que muitas de nós nos sentimos culpadas por ter estado tão perto de tudo isso e não nos termos dado conta de algo tão grave e punível. Ao mesmo tempo, a confissão não nos surpreendeu, pois esse era o tipo de ambiente que o treinador cultivava dia a dia”.

Foi também referido que o ex-treinador da Venezuela estaria no seio de “numerosos incidentes (…) os mais comuns sendo o abuso físico e psicológico durante os treinos”.

No comunicado é mencionado, também, que Zseremeta questionava constantemente “as jogadoras da comunidade LGBTQI+” relativamente à orientação sexual das mesmas, sendo que “assédio às jogadoras heterossexuais era constante”.

As jogadoras, encerrando a carta aberta, pedem a todos os órgãos pertinentes, como a FIFA, ligas, federações e confederações, que “não permitam que esse ‘treinador’ continue a fazer vida dentro do futebol feminino”, deixando ainda uma certeza:

 “Como jogadoras, não nos calaremos mais, no entanto sabemos que precisamos de apoio de todas essas instituições para proteger as jogadoras de futebol a nível global, e criar uma cultura onde podemos estar a salvo”.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade