Início » Notícias » FC Porto sofre “mão cheia” no Dragão
Desporto FC Porto Notícias

FC Porto sofre “mão cheia” no Dragão

FC Porto

O Liverpool goleou o FC Porto por cinco bolas a uma, no Estádio do Dragão, fazendo com que a equipa de Sérgio Conceição caísse para o último lugar.

Em receção aos ingleses do Liverpool, os dragões foram “massacrados” num jogo em que não puderam contar com o internacional português Pepe, nem com Otávio, que saiu lesionado nos primeiros minutos do encontro.

O marcador foi aberto aos 18 minutos, com um remate do egípcio Salah que, aproveitando o ressalto proveniente de uma defesa do jovem Diogo Costa e um pobre controlo de bola de Zaidu, toca o esférico para a baliza.

O segundo golo vem ainda na primeira parte, com Sadio Mané a encostar para as redes do FC Porto, depois de um cruzamento de James Milner, onde Diogo Costa fica mal na fotografia.

Já na segunda parte, Mohamed Salah bisa na partida, aos 60 minutos. Após um passe de Curtis Jones, o egípcio, num momento frente-a-frente com o jovem guardião português, não vacila e finaliza para o 0-3.

Entretanto, aos 74 minutos, o iraniano Mehdi Tahremi reduz a vantagem dos visitantes, com um cabeceamento após bom cruzamento de Fábio Vieira, fazendo o 1-3.

Aos 77 minutos, mais um momento “feio”, tanto para a linha defensiva, como para Diogo Costa, com Roberto Firmino a aproveitar um momento de passividade por parte da defesa do FC Porto e uma saída ineficaz do guarda redes dos dragões, concretizando, assim, o 1-4.

Por último, a fechar o marcador, o avançado brasileiro do Liverpool, aos 81 minutos, bisa na partida após um remate de Curtis Jones ressaltar em Fábio Cardoso, deixando Firmino na cara do golo para apontar o 1-5.

Depois do encontro, o treinador dos dragões, Sérgio Conceição, teceu duras críticas à própria equipa, sendo, até, enigmático.

Questionado pela imprensa brasileira sobre que mensagem passaria aos jogadores após o desaire frente ao Liverpool, o técnico azul e branco disse: “O que diria? Neste momento nada… Se passasse o meu sentimento, de certeza que amanhã já não treinaria o FC Porto”.

Já em análise ao jogo, Sérgio Conceição disse que os jogadores foram “muito pouco agressivos no jogo” e que houve “erros em zonas cruciais. Sabíamos a força e a forma vertical como o Liverpool ataca e não podíamos cometer aqueles erros. Foi muita coisa má e eu sou o principal responsável. Margem de erro zero? Vamos ver este jogo, que foi muito mau. Temos de fazer mais e melhor”.

O FC Porto volta a jogar em casa no próximo sábado, dia 2, às 18h00, frente ao Paços de Ferreira, em jogo a contar para a Liga Portugal Bwin.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade