Início » Notícias » “Impossível” saber nível de exposição à radiação por parte dos russos, em Chernobyl
Internacional Notícias

“Impossível” saber nível de exposição à radiação por parte dos russos, em Chernobyl

impossível

Os soldados russos que evacuaram Chernobyl recentemente terão sido envenenados pela radiação presente na área, depois de terem construídos trincheiras em zona de exclusão, sendo “impossível” determinar o nível de exposição à mesma.

Uma notícia avançada na quinta-feira afirmava que os soldados russos que recentemente abandonaram Chernobyl tinham sido envenenados pela radiação, depois de terem construído trincheiras em zona de exclusão.

Hoje, o diretor-geral da central nuclear ucraniana revelou ser “impossível” saber o nível de exposição à radiação por parte das tropas russas.

Valery Seida, em comunicado na rede social Telegram da Energoatom (Empresa Nacional de Geração de Energia Nuclear da Ucrânia), explica que, apesar de não terem construído trincheiras “no território da própria estação” a poeira que os veículos levantaram “pode ter entrado no corpo dos rashistas [um insulto ucraniano para os militares russos; junção das palavras racistas e fascistas] pelos pulmões”.

O motivo pelo qual as tropas russas cavaram na área contaminada, com o nome de “Floresta Vermelha”, é desconhecido, mas Seida indica que é possível que tenham estado significativamente expostos à radiação.

O diretor-geral da central nuclear de Chernobyl esclareceu, igualmente, que os funcionários que estiveram na estação durante este período de tempo “não receberam radiação, porque as pessoas trabalhavam, embora sob grande pressão, regularmente”.

Os soldados russos abandonaram Chernobyl na quinta-feira, tendo, segundo o “The Guardian”, sido transportados para instalações médicas especiais na Bielorrússia.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade