Início » Notícias » José Mourinho sofre maior derrota da carreira
Desporto Futebol Notícias

José Mourinho sofre maior derrota da carreira

José Mourinho

A Roma, de José Mourinho, saiu, ontem, dia 21, “massacrada” da Noruega, após perder por 6-1 frente ao FK Bodø/Glimt, em jogo a contar para a fase de grupos da Liga Conferência Europa da UEFA.

A Roma foi derrotada, esta quinta-feira, pelos noruegueses, protagonizando, deste modo, a pior derrota, na carreira como treinador, do português José Mourinho. A derrota por 6-1, no jogo da terceira jornada do Grupo C, fez a equipa italiana cair para segundo lugar da classificação, atrás dos escandinavos.

Foi destaque da partida o avançado Erik Botheim, que assinalou um bis e assistiu para três dos golos marcados pelo FK Bodø/Glimt, querendo isto dizer que esteve diretamente envolvido em cinco dos seis golos.

Botheim inaugurou o marcador logo aos 8 minutos, aproveitando uma defesa romana que aparentava estar “aos papéis” dentro da grande área, com um remate cruzado para o canto inferior esquerdo da baliza de Rui Patrício.

O suspeito do costume voltou a fazer estragos à defesa da Roma, quando assistiu Patrick Berg para um excelente golo de fora de área, aos 20 minutos, sem hipóteses para o guardião internacional pela equipa das quinas.

Num encontro em que Rui Patrício viu-se obrigado a intervir mais que o expectável, aos 28 minutos, a Roma reduziu a desvantagem, com Carlos Pérez a finalizar frente a frente com o guarda-redes Khaikin, após assistência de Diawara. Estava, assim, assinalado o 2-1.

Só na segunda metade do encontro é que voltou a haver golos, com Erik Botheim, aos 52 minutos, a bisar na partida, numa demonstração defensiva desastrosa por parte da equipa da capital italiana. O norueguês de 21 anos voltou a balançar as redes romanas com um remate rasteiro.

O 4-1 veio aos 71 minutos do encontro, por intermédio de Ola Solbakken, através de um ataque à profundidade e uma finalização cheia de classe, picando a bola sobre Rui Patrício, com direito a assistência de Erik Botheim, novamente.

O quinto golo do FK Bodø/Glimt veio 7 minutos depois, aos 78, por Amahl Pellegrino, assistido por Botheim, que, frente a frente com o guardião luso, que ainda tocou na bola, não vacilou e concretizou o 5-1.

Solbakken voltou a marcar, aos 80, fazendo, deste modo, um bis, bem como uma humilhação para a equipa de José Mourinho. Com a defesa romana, mais uma vez, incapaz de lidar com a velocidade imposta pelos escandinavos, o avançado do FK Bodø/Glimt agradeceu um passe do anterior marcador, Pellegrino, e, com muita calma, colocou o esférico na baliza italiana, encerrando o marcador e assinalando o único golo no qual Erik Botheim não teve intervenção direta.

Com este “atropelamento”, o FK Bodø/Glimt subiu ao primeiro lugar da classificação do Grupo C da Liga Conferência Europa, somando 7 pontos. Em segundo vai a Roma com 6 pontos, à frente do Zorya, com 3, e do CSKA Sófia, com apenas 1 ponto.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade