Início » Notícias » Macron considera importante não “humilhar” a Rússia
Internacional Notícias

Macron considera importante não “humilhar” a Rússia

macron

Emmanuel Macron reforçou a mensagem do governo francês de apoio à Ucrânia, considerando, no entanto, crucial não “humilhar” Moscovo.

Numa visita aos militares franceses e tropas aliada numa base na Roménia, realizada esta quarta-feira, o chefe de Estado francês aproveitou para reiterar a sua posição contra o Kremlin.

“Faremos tudo o que conseguirmos para parar as forças russas, e para ajudar os ucranianos e o seu exército nas negociações”, garantiu o Macron, referindo que “num futuro próximo será preciso proteger, dissuadir e estar presente”.

O presidente francês chegou ontem a território romeno para uma visita de três dias ao flanco sudeste da NATO, o que inclui a Moldávia, sendo que, possivelmente, visitará a capital ucraniana de Kiev com Olaf Scholz, chanceler alemão, e Mario Draghi, primeiro-ministro italiano, de acordo com informações avançadas pela Reuters.

A agência noticiosa menciona, igualmente, que Emmanuel Macron tem vindo a ser criticado pela Ucrânia, devido à sua “ambiguidade” relativa ao apoio francês a Kiev.

O responsável tem tentado reforçar uma mensagem de apoio ao governo ucraniano, considerando, no entanto, essencial não “humilhar” a Rússia.

Atualmente, cerca de 800 soldados franceses estarão na Roménia ao abrigo da NATO, sendo que Paris disponibilizou um sistema de mísseis superfície-ar.

Ainda hoje, Macron viajará para a Moldávia, de modo a apoiar o país, que tem vindo a preocupar a comunidade internacional, devido ao risco de o mesmo poder ser “puxado” para o conflito.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade