Início » Notícias » Pizarro refuta críticas sobre fim do estado de alerta
Nacional Notícias

Pizarro refuta críticas sobre fim do estado de alerta

pizarro

O Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, garantiu que o fim do estado de alerta devido à covid-19 tem “sustentação técnica”.

Em resposta ao presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública (ANMSP), Gustavo Tato Borges, que considerou a decisão de pôr fim ao estado de alerta “prematura” e “não muito cautelosa”, Manuel Pizarro afirmou hoje, numa visita ao Hospital Distrital, nas Caldas da Rainha, citado pela agência Lusa, que a medida tomada “tem toda a sustentação técnica e tem o apoio da larga maioria dos profissionais e do conjunto do país”.

Recorde-se que o responsável pela pasta da Saúde garantiu que a situação pandémica em Portugal permite “tomar com toda a segurança a decisão de não renovar a situação de alerta no território continental”.

As novas medidas ditam o fim da obrigatoriedade das máscaras, dos testes gratuitos, dos apoios dirigidos à covid-19 e do apoio a 100% para as baixas dos doentes com covid-19, bem como dos isolamentos dos casos positivos.

“A partir de agora, é uma doença como qualquer outra e, numa altura em que estamos a entrar numa nova onda, e que ainda não temos a certeza sobre o impacto que a vacinação vai ter, nós estamos a assumir um risco enorme”, argumentou Gustavo Tato Borges, citado pela Lusa.

A situação de alerta encontrava-se em vigor ininterruptamente desde fevereiro, sendo este o nível mais baixo de resposta a situações de catástrofes da Lei de Bases da Proteção Civil. É de notar que Portugal passou, desde 2020, por diversas situações de catástrofe, calamidade e estado de emergência.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou, na quinta-feira, o diploma do Governo que revoga vários decretos-leis publicados, no âmbito da pandemia.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Sobre o autor

Notícias

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário

Publicidade

Publicidade