Início » Notícias » Rafa e Darwin brilham e Benfica “atropela” o Marítimo
Benfica Desporto Futebol Notícias

Rafa e Darwin brilham e Benfica “atropela” o Marítimo

Rafa

Em jogo a contar para o campeonato português, os homens de Jorge Jesus, que esteve ausente do banco por suspensão, garantiram uma larga vitória, por 7-1, diante do Marítimo, com especial destaque para as exibições de duas águias: Rafa e Darwin.

Num jogo em que todos os avançados encarnados faturaram, o Benfica saiu com o triunfo diante de um Marítimo sem capacidade de reagir e que acabou por ser “atropelado”, com 7 golos por parte da equipa da Luz.

A abrir o marcador, logo aos 3 minutos de jogo, numa jogada rápida de envolvimento entre o ataque do Benfica, que acabaria nos pés de Darwin Núñez, com mais uma assistência de Rafa, o uruguaio fez balançar as redes insulares com um remate rasteiro.

Apesar de uma maior percentagem de posse de bola por parte dos visitantes, a mesma verificou-se inconsequente, sendo que aos 18 minutos, numa recuperação de bola de João Mário, que cruzou ao segundo poste, Darwin apareceu para cabecear por entre as pernas de Paulo Victor, fazendo o 2-0 para a equipa da casa.

Aos 34 minutos, o mesmo voltou a acontecer e a turma de Jorge Jesus, comandada por João de Deus, acabou por faturar o 3-0, por via de um “herói improvável”: o lateral-direito Gilberto. Na segunda de quatro assistências de Rafa, que entregou para deixar Gilberto de frente para a baliza, o brasileiro fuzilou as redes maritimistas, com um remate fortíssimo que ainda tirou tinta ao ferro superior da baliza.

Foi com esta vantagem que ambas as equipas seguiram para os balneários, sendo que o Benfica acabou o primeiro tempo a pressionar e sem deixar qualquer margem de manobra para o golo do Marítimo.

O 4-0 veio aos 48 minutos, graças a um passe bem metido, por parte de Roman Yaremchuk, que procurava incessantemente o golo, não tendo sido, no entanto, egoísta, dando para um dos homens do momento, Rafa, faturar, com uma “picadinha” por cima de Paulo Victor.

O Benfica não fechou a torneira de golos, pelo que, aos 57, o ucraniano Yaremchuk acabou mesmo por faturar, concretizando o 5-0, após um enorme passe de Darwin Núñez, que abriu para Rafa entregar ao número 15, que, com a baliza aberta, só teve de encostar.

O Marítimo cingia-se às tentativas de meia e longa distância, até que aos 81 minutos de jogo, por intermédio de Ali Alipour, chegou ao 5-1, com o iraniano a faturar o golo de honra, de cabeça, para a formação insular, após cruzamento do recém-entrado Pelágio.

O Benfica não tirou, no entanto, o pé do acelerador, e, aos 86, naquele que foi o primeiro golo do jovem avançado português, Gonçalo Ramos, esta época, chegou ao 6-1, com uma excelente desmarcação do suíço Seferovic, a entregar para o “miúdo” fuzilar as redes maritimistas.

O último golo veio aos 91 minutos do encontro, sentenciando a partida a um 7-1, após um exímio cruzamento de Rafa, que chegou à cabeça de Haris Seferovic, sendo que o jogador natural de Sursee não vacilou, e encaixou o esférico na baliza de Paulo Victor.

O Benfica mantém, desta forma, o terceiro lugar do campeonato, sendo que prepara o próximo encontro, diante do FC Porto, dia 23, no Estádio do Dragão, em jogo a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade