Início » Notícias » Rendeiro apenas regressa a Portugal com perdão presencial
Nacional Notícias

Rendeiro apenas regressa a Portugal com perdão presencial

Rendeiro

Em entrevista à CNN Portugal e ao jornal “Tal e Qual”, o antigo banqueiro português e ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, afirmou que só regressa a Portugal ilibado pela Justiça ou com indulto por parte do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O antigo presidente do BPP, João Rendeiro, procurado pelas autoridades há vários meses, apenas tenciona voltar a pisar solo nacional em caso de perdão por parte da Justiça ou do Presidente da República.

À entrada da cerimónia de inauguração da CNN Portugal, no entanto, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que “já é tarde” para o ex-banqueiro recorrer à solução presidencial, deixando nas mãos dos juízes portugueses um possível regresso de Rendeiro a Portugal.

Segundo constatou o Presidente da República, “O indulto tem de ser pedido pelo próprio até 30 de julho. Já passou”, acrescentando, ainda, um detalhe dos diferentes processos desta possibilidade de perdão, que passa “por pareceres vários, pela decisão da Ministra da Justiça” e do próprio chefe de Estado português.

Marcelo Rebelo de Sousa resumiu, então, dizendo que “O problema é que nesta altura, em novembro, já é tarde. Há muitos outros que estão em fila e que respeitaram o prazo”.

A resposta do Presidente da República foi dada poucas horas após a CNN ter divulgado as afirmações do ex-banqueiro e antigo presidente do BPP.

Recorde-se que João Rendeiro está condenado, pela Justiça portuguesa, a 5 anos e 8 meses de prisão, por falsificação de documentos e falsidade informática, tendo escapado para fora do território nacional como forma de fugir à pena. Existem outros processos, mas com possibilidade de recurso, nomeadamente de fraude fiscal, que somam mais condenações ao ex-banqueiro.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade