Início » Notícias » “Sanções económicas maciças” serão resposta a eventual ataque russo contra a Ucrânia
Internacional Notícias

“Sanções económicas maciças” serão resposta a eventual ataque russo contra a Ucrânia

sanções

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirmou que a União Europeia (UE) responderá a um eventual ataque russo contra a Ucrânia com “sanções económicas e financeiras maciças”.

Ursula von der Leyen declarou, esta quinta-feira, que “queremos o diálogo, queremos que os conflitos sejam resolvidos nos organismos que foram formados para esse fim. Mas se a situação se deteriorar, se houver mais ataques à integridade territorial da Ucrânia, responderemos com sanções económicas e financeiras maciças. Esperamos que um ataque não aconteça, mas se acontecer, estamos preparados”.

Numa intervenção por videoconferência, no Fórum Económico Mundial, a presidente da Comissão Europeia, como forma de clarificar o peso que eventuais sanções ao Kremlin podem vir a ter, realçou que “a UE é, de longe, o maior parceiro comercial da Rússia e, também de longe, o maior investidor”.

“E sim, esta relação comercial é importante para nós, mas é muito mais importante para a Rússia”, acrescentou.

Ursula von der Leyen rejeitou, ainda, quaisquer “tentativas russas de dividir a Europa em esferas de influência”, a UE está unida na “solidariedade com a Ucrânia e parceiros europeus ameaçados pela Rússia”.

Os diversos Estados-membros da UE encarregaram a Comissão Europeia de preparar sanções a atribuir a Moscovo, em caso de ataque por parte da Rússia, sendo que as opções sancionatórias deverão ser discutidas pelos chefes de diplomacia dos 27 no Conselho de ministros dos Negócios Estrangeiros da União, agendado para a próxima segunda-feira, em Bruxelas.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade