Início » Notícias » Sismo na Grécia abala ilha de Creta
Internacional Notícias

Sismo na Grécia abala ilha de Creta

sismo na grécia

Um sismo na Grécia, de magnitude 5,8, fez-se sentir na ilha de Creta, na manhã desta segunda-feira.

Segundo o canal de televisão grego ERT, registou-se pelo menos uma morte na sequência do terramoto. O homem encontrava-se a realizar obras numa igreja quando o telhado desabou.

A atividade sísmica afetou principalmente a cidade agrícola de Arkalohori, onde se deu a única fatalidade registada até ao momento, no município de Minoa Pediada e na unidade regional de Heraclião. Segundo as autoridades, algumas pessoas ficaram presas dentro de casa. 

De acordo com a Associated Press, o sismo fez pelo menos nove feridos, provocando deslizamentos de terra e danos em diversos edifícios, como escolas. Yannis Leontarakis, funcionário da Proteção Civil na ilha, confirmou à ERT que “Até agora, foram registados danos em prédios antigos e as pessoas saíram para as ruas”.

Entretanto, e conforme os dados do Centro Sismológico Euro-Mediterrânico, após o sismo maior, várias réplicas foram sentidas (pelo menos nove), sendo que duas delas registaram uma magnitude preliminar de 4,9.

Segundo o Observatório Geodinâmico de Atenas, o terramoto, de magnitude 5,8, inicialmente calculada em 6,5, ocorreu às 5h17, hora local (6h17 em Lisboa), a 23 quilómetros de Heraclião, capital da ilha de Creta, e a 10 quilómetros de profundidade.

Já o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico e o Serviço Geológico dos Estados Unidos sugeriram uma magnitude de 6,0. De acordo com a Associated Press, é normal que nas primeiras horas após atividade sísmica sejam anunciadas diferentes magnitudes.

Nas redes sociais, vão surgindo imagens deste fenómenos sísmico:

Na sequência deste sismo na Grécia, não foi afetado qualquer voo, doméstico ou internacional, para o aeroporto de Heraclião e, segundo a associação de hoteleiros da região grega, não se registaram quaisquer danos graves em nenhum hotel.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade