Início » Notícias » Tempestade Leslie: Governo considera ajuda do Estado “praticamente concluída”
Nacional Notícias

Tempestade Leslie: Governo considera ajuda do Estado “praticamente concluída”

Tempestade Leslie

Segundo uma fonte do Governo, em declarações à Lusa, a intervenção em auxílio do Estado aos danos causados pela Tempestade Leslie, de há três anos, “está praticamente concluída”.

De acordo com o Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública (MMEAP), “No cumprimento das suas competências e obrigações”, a administração central do Estado cumpriu “aquilo a que se propôs”.

O Estado apoiou autarquias e entidades sem fins lucrativos que foram afetadas pela Tempestade Leslie, que alcançou território português de 13 a 14 de outubro de 2018, atingindo, igualmente, diversos municípios da região Centro.

Uma fonte do gabinete da ministra competente no caso, Alexandra Leitão, afirma que “É expectativa desta área governativa que as verbas ainda em falta possam ser atribuídas em breve”.

O MMEAP foi responsável por conceder dois tipos de auxílio financeiro, sendo um para os municípios, correspondendo a 60% do investimento, e o outro destinado às entidades sem fins lucrativos, comparticipando 25% do investimento.

Ainda de acordo com a fonte do Governo, “O investimento dos municípios afetados para a reabilitação necessária ascendeu a cerca de 8,3 milhões de euros, tendo sido atribuída uma comparticipação pelo Estado de cerca de cinco milhões de euros. Deste montante, foram já atribuídos cerca de 4,2 milhões de euros”.

As candidaturas apresentadas por entidades associativas e religiosas que sofreram danos com a tempestade tropical (um total de 160) foram “todas aceites”.

A fonte acrescenta, ainda, que “O montante elegível totalizou cerca de 4,6 milhões de euros, tendo sido atribuída uma comparticipação estatal de cerca de 1,1 milhões de euros”, adiantando que, por pagar, estão “apenas as verbas relativas às entidades que ainda não apresentaram os documentos legais para o efeito”.

Na região Centro, Aveiro, Viseu e Leiria foram alguns dos territórios mais afetados pela Tempestade Leslie, sendo que, em Coimbra, o fenómeno atmosférico provocou 57 desalojados, danificando diversos edifícios.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade