Início » Notícias » Three pede remoção de patrocínio das camisolas do Chelsea
Desporto Futebol Notícias

Three pede remoção de patrocínio das camisolas do Chelsea

three

A empresa de telecomunicações, Three, suspendeu o acordo de patrocínio com o Chelsea, graças às sanções anunciadas pelo governo britânico a Roman Abramovich.

Three, empresa de telecomunicações, tomou a decisão de suspender o seu acordo de patrocínio com o clube londrino, após as sanções anunciadas a Roman Abramovich, proprietário do Chelsea, pedindo a remoção imediata do logotipo da marca das camisolas de jogo da equipa.

A principal patrocinadora do clube inglês deu início ao acordo na temporada passada, substituindo a Yokohama Tires, ficando, assim, com o seu logotipo em destaque no equipamento e no estádio Stamford Bridge, bem como no centro de treinos do clube, sendo que o contrato rendia cerca de 47 milhões de euros por época ao Chelsea.

Citado pelo “The Athletic”, o porta-voz da empresa afirmou que “À luz das sanções recentemente anunciadas pelo governo, solicitámos ao Chelsea Football Club que suspendesse temporariamente o nosso patrocínio ao clube, incluindo a remoção de nossa marca das camisolas e do estádio até novo aviso”.

“Reconhecemos que esta decisão afetará os muitos adeptos do Chelsea que seguem a sua equipa com paixão. No entanto, sentimos que, dadas as circunstâncias e a sanção do governo que está em vigor, é a coisa certa a fazer”, acrescentou.

“Como uma rede móvel, a melhor maneira de apoiar o povo da Ucrânia é garantir que os refugiados que chegam ao Reino Unido do conflito e os clientes atualmente na Ucrânia possam permanecer conectados às pessoas que são importantes para eles. Portanto, estamos a oferecer pacotes de conectividade para todos os ucranianos no Reino Unido e na Ucrânia”, concluiu o porta-voz da Three.

Soube-se, ainda, que outros patrocinadores como a Nike, Hublot e Hyundai também ponderam finalizar o patrocínio com os blues.

Subscreva para receber as principais notícias semanais sobre Desporto e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade