Início » Notícias » Tiroteio numa universidade russa faz seis mortos
Internacional Notícias

Tiroteio numa universidade russa faz seis mortos

Tiroteio numa universidade

As autoridades russas afirmam que um tiroteio numa universidade na cidade de Perm, na Rússia, causou 6 mortos e deixou pelo menos 28 pessoas feridas.

Segundo o Comité de Investigação da Rússia, “Um estudante num dos prédios da universidade (…) abriu fogo contra as pessoas ao redor. Como resultado, de acordo com dados atualizados, seis pessoas morreram”, corrigindo o anterior número anunciado de 8 mortos.

Citando o Comité, a agência de notícias AFP noticiou que um estudante matou seis pessoas e deixou pelo menos 28 feridas, na Universidade Estadual de Perm. O atirador acabou por ser ferido e detido por um polícia. 

De acordo com a assessoria de imprensa da faculdade, o estudante entrou no campus por volta das 11h00, hora local.

O Comité menciona ainda que o agressor ofereceu resistência, tendo sido ferido na sua detenção, e que os motivos para o ato são, até agora, desconhecidos.

O atirador estaria munido de “uma espingarda de cano liso”, que terá adquirido em maio deste ano, data anterior a um “fortalecimento” na legislação relativa ao porte de armas, realizada devido a um tiroteio, este ocorrido numa escola russa, no passado dia 11 de maio.

Segundo é possível observar nas redes sociais, alguns alunos saltaram pelas janelas do primeiro andar do estabelecimento.

 

O porta-voz do presidente russo, Dmitri Peskov, comunicou que Vladimir Putin, de momento em quarentena devido a um surto de covid-19 no Kremlin, já se encontra a par do acontecimento, afirmando que “O presidente expressa profundas condolências aos que perderam parentes e amigos no incidente”

Putin já se pronunciara relativamente ao aumento de ocorrência deste teor em território russo, afirmando tratar-se de consequências da globalização e da influência americana.

Um acontecimento semelhante ocorreu em 2018, quando um estudante matou 19 pessoas antes de cometer suicídio num instituto em Kerch, na península da Crimeira.

Segundo as autoridades russas, nos últimos anos foram desmantelados dezenas de planos de ataques a estabelecimentos de ensino.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais. 

Escrito por João Serra

Publicidade

Sobre o autor

Notícias

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário

Publicidade