Início » Notícias » Trump referiu 5000 votos de falecidos na Geórgia… quando houve quatro
Internacional Notícias

Trump referiu 5000 votos de falecidos na Geórgia… quando houve quatro

trump

Um dos argumentos a que o ex-presidente norte-americano Donald Trump recorreu, após perder as eleições, como forma de descredibilizar o resultado das mesmas, foi o de haver pessoas mortas a participar no processo de votação.

Durante meses, o antigo presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, insistiu na ideia de fraude eleitoral na sua derrota para Joe Biden nas eleições norte-americanas de 2020, sendo que afirmou que 5000 cidadãos mortos votaram na Geórgia, estado em que venceram os democratas.

Esta segunda-feira, responsáveis da Geórgia confirmaram quatro casos de votos efetuados por falecidos, em 2020, de acordo com o Atlanta Journal-Constitution.

Em todos os quatro casos, familiares votaram em nome das pessoas que faleceram, pelo que, em situações deste teor, o estado pode aplicar multas.

O Atlanta Journal-Constitution destaca o caso de uma mulher viúva que votou em nome do marido, que terá falecido dois meses antes das eleições norte-americanas.

Segundo o advogado da mulher de 74 anos, o falecido marido ia votar em Donald Trump, sendo que a mulher lhe disse, em tom de brincadeira, que ia “cancelar o teu voto porque vou votar nos democratas”, tendo, segundo o seu representante legal, respeitado o desejo do marido.

Esta acusação, por parte de Donald Trump, de que 5000 cidadãos falecidos terão votado nas eleições de 2020, no estado da Geórgia, foi feita durante uma chamada com o secretário de estado da Geórgia, Brad Raffensperger.

Nesta conhecida chamada, o antigo presidente dos Estados Unidos procurou pressionar Raffensperger a “descobrir” votos suficientes para uma vitória republicana naquele estado.

“Pessoas mortas. Pessoas mortas votaram e penso que o número aproxima-se das cinco mil. E eles foram a obituários. Eles recorreram a todo o tipo de métodos para arranjarem um número preciso, e o mínimo está próximo de cerca de cinco mil eleitores”, disse Donald Trump.

Na mesma conversa, Trump afirmou que o mesmo tipo de fraude eleitoral terá ocorrido no Michigan. “Penso que foram… 18 mil. Um número inacreditavelmente elevado, muito mais do que no seu estado”, apontou o ex-presidente na com Brad Raffensperger.

Recorde-se que Donald Trump perdeu a Geórgia para Joe Biden e os democratas por uma diferença de 12.000 votos, sendo que, caso tivesse conquistado este estado, o mesmo não seria suficiente para vencer nos votos do Colégio Eleitoral, que foram favoráveis a Biden, por 306-232.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade