Início » Notícias » Ucrânia tem de “terminar a guerra primeiro” para aderir à UE
Internacional Notícias

Ucrânia tem de “terminar a guerra primeiro” para aderir à UE

ucrânia

Clément Beaune, ministro para os Assuntos Europeus francês, afirmou que, para a adesão da Ucrânia à União Europeia (UE), não “há um procedimento expedito”.

Clément Beaune alertou para o facto do processo de adesão da Ucrânia à UE poder demorar alguns anos, apesar do apoio de todos os estados-membros.

“Não há um procedimento expedito. Não há um ‘passe do rei’”, explicou o ministro francês, esta quarta-feira, em conversa com a rádio Europe 1.

Para o processo de adesão ficar concluído, é necessário a Ucrânia “terminar a guerra primeiro, reconstruir o país, satisfazer todos os requisitos democráticos e económicos. Isto levará o seu tempo. Mas estamos a dar um sinal de abertura”.

De realçar que os líderes da União Europeia reúnem-se na próxima quinta e sexta-feira, no Conselho Europeu, para decidir o estatuto de países candidatos à Ucrânia, Geórgia e Moldávia.

Recorde-se que os governo ucraniano apresentou formalmente uma candidatura à UE pouco tempo depois do início da invasão russa, a 24 de fevereiro.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade