Início » Notícias » Ucranianos divulgam dados de mais de 600 espiões russos
Internacional Notícias

Ucranianos divulgam dados de mais de 600 espiões russos

ucranianos

Foi revelada uma lista de dados de mais de 600 espiões russos por parte dos serviços de inteligência ucranianos, nomes estes que estarão envolvidos na invasão da Rússia à Ucrânia.

De acordo com o jornal “The Times”, os serviços de inteligência ucranianos avançam que a lista é composta por 625 russos membros do FSB (serviços de inteligência russos) que estarão “envolvidos em atividades criminosas” por toda a Europa. 

A lista inclui nomes e modelos de carros, bem como matrículas, números de telemóvel e datas e locais de nascimento, sendo que todos tinham morada registada em Lubianka, a sede dos serviços em Moscovo. 

Esta divulgação de dados tem lugar após ter sido intercetada uma conversa entre dois agentes do FSB a falarem sobre a morte do major-general russo Vitaly Gerasimov, tendo o “The Times” realçado que, caso se confirme, é uma “enorme” violação de segurança para Moscovo.

Esta partilha pode, igualmente, comprometer o presidente russo, Vladimir Putin, dado que o mesmo foi agente da extinta KGB, mantendo uma relação de proximidade com o FSB.

O especialista em espionagem russa, Andrei Soldatov, explicou ao jornal britânico que, um dos elementos causais da inesperada e elevada resistência enfrentada por parte dos russos na invasão a solo ucraniano, foi a elaboração de relatórios “terrivelmente mal calculados”, por parte do FSB.

Recorde-se que, no princípio de março, Putin ordenou a prisão domiciliária de um chefe de espionagem do FSB, por conta da resistência encontrada na Ucrânia.

Subscreva para receber notícias semanais e campanhas especiais.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade