Início » Herald Social » Caminhada Mindfulness: Meditação enquanto caminha
Saúde e Bem-Estar

Caminhada Mindfulness: Meditação enquanto caminha

Caminhada Mindfulness

“Vou dar uma volta para espairecer”, esta é uma frase batida, mas indica certamente que estará à procura de fazer uma caminhada mindfulness, isto é, uma caminhada que tem como intuito último libertar a mente e fazê-la fluir.

Porém, este exercício pode ser supérfluo se, durante a caminhada, não for capaz de se abstrair do stress ou dos problemas e apreciar aquilo que o caminho lhe pode dar, especialmente se este se realizar na natureza.

O que é uma caminhada mindfulness?

Como afloramos nos parágrafos anteriores, a caminhada mindfulness (que significa atenção plena) é o ato de caminhar até que consiga ficar completamente presente no aqui e agora, e naturalmente o que acontece é que fica deliciado com tudo o que esse presente lhe oferece e quanto é capaz de ver quando “para” nele.

Este tipo de meditação é um convite a uma profunda consciência da sua ação, pedindo-lhe que entre a 100% em tudo o que acontece no seu corpo, a cada detalhe do mais pequeno e ínfimo movimento, pensamento ou emoção.

Por isso, quando inicia a sua caminhada, torna-se fundamental que repare, que observe todas as partes de si, sem exceção.

Ao concentrar a sua atenção sobre o que é dado como certo, irá ver as coisas de uma perspetiva ligeiramente diferente e poderá começar a perceber como os seus processos de pensamento afectam a forma perceciona a sua vida.

Indicações

Depois de lhe darmos a conhecer o que é a caminhada mindfulness, fique com algumas indicações que lhe serão úteis para dar início à sua própria caminhada:

– Antes de pôr os pés ao caminho, feche os olhos e procura concentrar-se única e exclusivamente na sua respiração.

Este meditar irá permitir-lhe ficar completamente consciente de tudo quanto o caminho terá para lhe oferecer. Depois de se sentires completa/o e profundamente ligada/o a si mesma/o, abra os olhos.

Será neste estado de presença e de absoluta consciência que vai iniciar a sua caminhada.

– Comece a caminhada vagarosamente, uma vez que a ideia é que observe todos os seus passos. Explore os seus movimentos e o chão que pisa e a sua textura. Sinta a terra como se fosse a primeira vez que o fizesse.

Se lhe for possível, faça isto descalço para poder sentir de forma profunda o local que pisa. Mantenha a cabeça baixa, toda a sua atenção está no chão.

– Depois deste momento em que está “presente” no seu corpo”, é tempo de se envolver da mesma forma com o espaço envolvente.

Pergunte-se: Onde me encontro? Que cores fazem parte desse espaço? Que sons nascem a partir dele? Que cheiros?

Comece a caminhar lenta e conscientemente. Explore tudo o que o rodeie. Esteja atento aos sons, às cores, aos cheiros, ao toque. Se tiver seguido as nossas indicações prévias, tudo será novo para si, estará verdadeiramente consciente de si e do ambiente à sua volta parecendo-lhe que está a ver e a sentir tudo isto pela primeira vez. 

– Faça tudo isto em silêncio absoluto. Abrace tudo o que o está a envolver agora, tudo o que faz parte do seu aqui e agora. Sinta o seu corpo, abrace a natureza e deixe fluir.

Publicidade

Publicidade