Início » Herald Social » Telepsicologia e Saúde Mental
Saúde e Bem-Estar

Telepsicologia e Saúde Mental

Telepsicologia

O receio da infeção por Covid-19 e os sucessivos confinamentos obrigatórios promoveram um amplo deteriorar da saúde mental dos portugueses, mas, tal como aconteceu com o trabalho e a educação, a tecnologia veio em auxilio inaugurando aquilo que se conhece como telepsicologia.

De acordo com os resultados obtidos no primeiro estudo epidemiológico nacional sobre saúde mental, coordenado pelos psiquiatras José Miguel Caldas de Almeida e Miguel Xavier, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, Portugal é o segundo país da Europa com maior prevalência de doenças psiquiátricas (22,9%), logo a seguir à Irlanda do Norte (23,1%).

Esta situação sofreu um agravamento durante a pandemia com os casos de ansiedade e depressão a conhecerem um aumento exponencial devido a fatores tão díspares como a solidão (muitas pessoas ficaram completamente isoladas), o desgaste emocional (particularmente nos profissionais de saúde da linha da frente), o agravamento de pré-condições decorrentes da interrupção do acompanhamento clínico, o stress do teletrabalho com os filhos ao lado ou a incapacidade de ajudar os familiares.

Se a montanha não vai a Maomé, Maomé vai à montanha. É precisamente isto que a telespicologia faz.

Apesar da Ordem dos Psicólogos recomendar que, sempre que possível, se realizem consultas presenciais, esta forma de fazer psicologia à distância é um precioso auxilio na promoção de uma melhor saúde mental para todos, porque todos fomos e somos afetados pela pandemia.

Segurança, conforto e criatividade: chaves da Telepsicologia

À semelhança do que acontece no teletrabalho e na telescola, esta psicologia oferecida de forma remota utiliza para consultas plataformas de videoconferência como a Zoom ou o Skype. De modo auxiliar, vários psicólogos utilizam para troca de mensagens o WhatsApp e para emails o ProtonMail.

Como a segurança e privacidade destas consultas deve ser ponto de honra, a Ordem dos Psicólogos defende é importante que a conversa seja encriptada. Ainda que, na prática, o risco de acesso à consulta por terceiros possa ser reduzido, existe essa possibilidade e os clientes devem ter noção disso logo no consentimento informado.

Dadas as naturais condicionantes de um serviço de psicologia realizado à distância, existe uma grande componente criativa na telepsciologia, até porque se torna essencial garantir o conforto do paciente.

Assim, é usual os psicólogos colocarem o ecrã ao nível do olhar ou dividir o ecrã para poderem acompanhar os exercícios propostos.

Vantagens da Telespicologia

A grande vantagem desta psicologia à distância é, desde logo, a continuidade da terapia. O receio de contágio, os confinamentos e a incerteza económica fizeram com que muitas pessoas colocassem em “pause” ou abandonassem mesmo as suas consultas de psicoterapia.

A telepsicologia, através do apoio imediato ou do envio de trabalho de casa, aparece assim como um garante que os pacientes têm um porto seguro à distância de uma videochamada ou mensagem, ainda que existam muitas regras, para limitar a dependência dos pacientes, como tempos de resposta e cobrança de SMS e chamadas.

A par da continuidade terapêutica, a telespicologia oferece uma maior flexibilidade e conforto e pode, inclusive, ajudar a quebrar o estigma que muitos portugueses ainda têm com as idas ao psicólogo ou ao psiquiatra, já que os pacientes podem ser realizar uma consulta a partir de qualquer lado a partir de um smartphone, por exemplo.

Publicidade

Publicidade