Início » Saúde e Beleza » Sintomas parecidos porém vírus diferentes
Saúde e Beleza Saúde e Bem-Estar

Sintomas parecidos porém vírus diferentes

sintomas

Como distinguir entre gripe, constipação e Covid-19? Apesar de serem causadas por vírus diferentes, estas doenças apresentam sintomas semelhantes, o que acaba por dificultar a sua distinção.

Ainda que a realização de um teste PCR ou antígeno seja, por excelência, a ferramenta que lhe permitirá esclarecer todas as dúvidas sobre se trata de uma simples constipação ou de Covid-19, existem sintomas que lhe permitem descartar uma ou outra doença. Venha conhecê-los.

Gripe e Constipações

Aquilo que entendemos como uma gripe ou constipação é, na prática, uma infeção respiratória aguda provocada pelo vírus influenza que, por norma, se encontra mais ativa entre os meses de dezembro e fevereiro.

À semelhança do que acontece com a Covid-19, o vírus da gripe espalha-se através da inalação das pequenas gotículas contagiosas que ficam em suspensão no ar quando alguém infetado espirra, tosse ou fala num raio de um metro.

Regra geral, depois de infetado com gripe, o corpo desenvolve os primeiros sintomas entre um a quatro dias após a infeção, pelo que o período de incubação do vírus é curto. A sua cura é espontânea, mas o doente pode recorrer a medicação destinada aos sintomas para os aligeirar e acelerar o processo.

Neste sentido, é uma doença relativamente inofensiva, embora possa implicar complicações em pessoas com doenças crónicas ou idosos.

Os sintomas da gripe podem variar de leves a graves e incluem:

– Tosse;

– Dores de cabeça;

– Febre;

– Dores musculares;

– Dores de garganta;

– Congestão e corrimento nasal.

Covid-19

Provocada pelo vírus SARS-CoV-2, a Covid-19 é substancialmente mais contagiosa do que a gripe e pode provocar uma infeção respiratória grave, como é o caso da pneumonia.

Tal como referimos anteriormente, a Covid-19 transmite-se através da inalação das pequenas gotículas respiratórias infetadas que são expelidas por alguém infetado através da tosse, espirro ou fala. Além desta forma de transmissão, o vírus pode ainda ser transmitido através do contacto com superfícies ou objetos contaminados e posterior toque nos olhos, no nariz ou na boca.

 

Em termos de período de incubação da doença, este é superior ao da gripe e pode ir, desde a exposição ao vírus até ao momento em que surgem os primeiros sintomas, de um a 14 dias. A transmissão, contudo, pode dar-se ainda antes do aparecimento de sintomas.

Embora uma parte substancial dos casos de Covid-19 resulte em doença ligeira ou assintomática, muitos podem desenvolver um quadro de sintomas graves e ter necessidade de internamento ou cuidados intensivos. A maior parte dos óbitos verifica-se em idosos ou pessoas com outras patologias, como doenças crónicas ou sistema imunitário comprometido.

A vacinação ajuda o corpo a desenvolver anticorpos contra a Covid-19 protegendo-o, deste modo, do desenvolvimento de doença grave. Assim, para além do uso de máscara, higienização das mãos com álcool gel e do distanciamento social, a vacinação é a principal arma para travar esta doença.

Tal como acontece no caso da gripe, os sintomas da Covid-19 podem variar de leves a graves e incluem:

– Febre, geralmente alta;

– Tosse, geralmente seca;

– Dores de garganta;

– Cansaço;

– Dores musculares;

– Falta de ar ou dificuldade em respirar;

– Congestão e corrimento nasal;

– Perda de olfacto;

– Perda de paladar;

– Diarreia.

Publicidade

Publicidade