Início » Finanças » Comissões bancárias: está atento ao que paga?
Finanças Finanças Pessoais

Comissões bancárias: está atento ao que paga?

comissões-bancárias
comissões-bancárias

Se está farto que as comissões bancárias lhe drenem a sua conta, ainda que cêntimo a cêntimo, este é o artigo que procura. Ao longo das próximas linhas, vamos dar-lhe algumas dicas que o podem ajudar a poupar com as comissões bancárias e a melhorar a gestão das suas finanças pessoais.

Dicas para poupar nas comissões bancárias

  • Avalie a necessidade de possuir essa conta bancária

Ter uma conta bancária só porque sim não é argumento e está a fazê-lo perder dinheiro, senão vejamos. 6 euros de comissão bancária representarão, no final do ano, 72 euros seus que não poderá utilizar. Por isso, se não precisa dessa conta, o melhor que tem a fazer é encerrá-la.

  • Opte por uma “conta pacote” ou por uma conta de serviços mínimos

Se é difícil escapar, por completo, às comissões bancárias, há, contudo, a possibilidade de reduzi-las através das “contas pacote”. Na prática, estas contas, a partir de uma comissão única, permitem aos clientes ter acesso seja a um conjunto de serviços considerados básicos – como a manutenção de conta, cartão de débito, transferências e, até, cartões de crédito.

Porém, tenha atenção, pois quanto menos serviços contratar, mais baratas estas contas serão. Se ainda assim entender que continua a pagar demasiado, cumpri com alguns requisitos (valor do património depositado, domiciliar o ordenado, etc.) pode ajudar a fazer baixar o montante que terá de pagar.

Se preferir, pode, igualmente, optar por transformar a sua conta numa conta de serviços mínimos bancários. Nesta solução, só paga cerca de 5 euros por ano e tem um cartão de débito grátis. Tudo o resto tem de pagar à parte. A conta de serviços mínimos bancários é uma excelente opção para pessoas com mais idade que pagam comissões sem necessidade nenhuma.

  • Pondere mudar para um banco mais pequeno

Por norma, os bancos mais baratos são os mais pequenos ou aqueles que são exclusivamente online. Apesar deste tipo de opções ainda levantar muitas dúvidas aos consumidores, a verdade é que se tratam de instituições bancárias como as outras e podem resultar numa poupança efetiva com comissões. Se, por algum motivo, ficar insatisfeito com a experiência, só tem de voltar ao antigo banco e voltar a pagar comissões.

  • Não faça movimentos no balcão

Não faça, ou pelo menos evite, fazer movimentos e levantamentos de dinheiro ao balcão, uma vez que é o método mais caro que existe. Ao invés, se quer poupar, opte por utilizar o multibanco, o homebanking, a app do banco ou o MB Way para realizar este tipo de operações.

  • Concentre tudo num único banco

Quando o objetivo é fazer baixar os encargos com comissões bancárias, a concentração tudo num único banco é uma estratégia que lhe garantirá não só custos mais baixos, como lhe permitirá aderir a uma conta de Serviços Mínimos Bancários (SMB).

Assim, se não tem recursos financeiros depositados de montantes que o justifiquem, a utilização de várias contas bancárias vai acarretar a multiplicação de custos com comissões, algo que a concentração num único banco previne garantindo-lhe uma boa taxa de poupança.

 

Publicidade

Publicidade