Quantcast
AutomóveisLegislação

Microcarros: tudo o que tens de saber

Microcarros: tudo o que tens de saber

Os microcarros, ou papa-reformas, são uma alternativa viável para quem procura economizar dinheiro em combustível e estacionamento, ou ainda não tem idade para conduzir um automóvel ligeiro. Neste artigo, vamos discutir tudo o que precisas saber sobre os microcarros, desde a sua história até às obrigatoriedades específicas da sua utilização e às melhores opções disponíveis no mercado.

Estes veículos começaram por servir as pessoas mais idosas que não podiam tirar a carta ou que a tinham perdido. Daí serem apelidados, na gíria, de papa-reformas. O termo caiu um pouco em desuso, e os papa-reformas são agora oficialmente chamados microcarros.

O que são os microcarros?

Como o próprio nome indica, os microcarros são veículos pequenos e leves que geralmente têm menos de 3 metros de comprimento e pesam menos de 500 kg. Pensados para deslocações curtas dentro da cidade, são fáceis de estacionar e ocupam menos espaço nas estradas.

Visto que possuem geralmente motores elétricos ou a gasolina de baixa cilindrada, são mais eficientes em termos de combustível do que os carros convencionais.

Atualmente, os fabricantes deste tipo de veículos apontam a um novo mercado: começaram a focar-se nos condutores mais jovens que ainda não podem conduzir um automóvel ligeiro. 

Claro está, que os velhinhos papa-reformas tiveram de se ajustar aos gostos e especificidades destes condutores mais jovens. Assim, os novos modelos de microcarros já apresentam cores mais vibrantes, carroçarias originais e um nível de personalização muito elevado.

E não só: as marcas também apostam cada vez mais em recursos tecnológicos, que atraem quem já nasceu na era digital. Por isso, possuem características como ar condicionado, travões de disco, airbags, ecrãs táteis, painéis de instrumentos digitais ou luzes em LED.

Têm a mesma segurança que os automóveis ligeiros?

Os microcarros têm uma menor segurança face aos automóveis ligeiros. Como não estão sujeitos à mesma legislação dos automóveis de passageiros, nem necessitam de passar pelos mesmos testes de segurança, antes de serem vendidos; apresentam um número e nível inferior de equipamentos de segurança

Contudo, nos últimos anos, até o calcanhar de Aquiles dos antigos papa-reformas — a segurança passiva — foi alvo de melhoras. Hoje em dia, devido ao reforço na carroçaria e à realização de testes de colisão, os microcarros são veículos cada vez mais seguros e fiáveis. 

Podem circular em todas as estradas? 

Os microcarros não podem circular em autoestradas e vias equiparadas, assim como nos respetivos acessos. 

Além destas vias, os microcarros podem circular em qualquer estrada, vias ou pontes. Com exceção da Ponte 25 de Abril, que possui regulamentação própria ou Ponte Vasco da Gama por ser uma autoestrada.

Qual a carta de condução necessária para conduzir microcarros? 

Apesar de não exigirem a mesma carta de condução que um automóvel ligeiro (categoria B), os microcarros, mesmo com limitações de velocidade e diferentes regras para transitar, exigem carta de condução. 

Os microcarros estão descritos, pelo disposto no n.º 4 do art. 107º do Código da Estrada, como quadriciclos, ou seja, veículos dotados de quatro rodas. Assim, segundo o artigo 3º do Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir, anexo do DL n.º 138/2012 de 5 de julho, para os conduzir necessitas da categoria AM, no caso de serem ligeiros ou B1, no caso de serem pesados.

  • Carta de categoria AM: para microcarros considerados ligeiros — velocidade máxima não superior a 45 km/h, cujo peso sem carga não exceda 425 kg, excluído o peso das baterias no veículo elétrico, e com motor de cilindrada não superior a 50 cm3 no caso de motor de ignição comandada, ou de 500 cm3 no caso de motor de ignição por compressão; 
  • Carta de categoria B1: para microcarros considerados pesados — veículo cujo peso sem carga, excluído o peso das baterias no caso de veículos elétricos, não exceda 450 kg caso se destine ao transporte de passageiros ou 600 kg caso se destine ao transporte de mercadorias.

A partir de que idade podes conduzir microcarros? 

Só se está habilitado a propor-se à obtenção do título de condução ‘AM’ e ‘B1’ com 16 anos, como dispõe o n.º1 do art. 20.º do Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir, anexo do DL n.º 138/2012 de 5 de julho. Portanto, para conduzir um microcarro, é necessário ter pelo menos 16 anos de idade e possuir uma carta de condução válida.

Microcarros disponíveis no mercado português

Os papa-reformas voltaram para ficar. Várias marcas contam, na sua oferta, com microcarros pensados para os condutores urbanos. Continuam a ser pequenos, de baixa cilindrada ou potência, mas estão cada vez mais sofisticados. Destacam-se os seguintes: 

Citroën AMI

Muito fácil de conduzir e bastante prático, é impossível falar dos microcarros recentes sem abordar o Citroën AMI. Este pequeno elétrico de dois lugares revolucionou a indústria dos microcarros com o seu design prático e único.

A potência máxima garantida pelo motor elétrico é de 8 cv e pode atingir uma velocidade máxima é de 45 km/h. Por isso, é possível conduzi-lo tendo apenas a categoria AM da carta de condução. 

Já a bateria com uma capacidade de 5.5 kWh oferece uma autonomia de 75 km, que recarrega em 3 horas, numa tomada doméstica. Assim, há seis versões disponíveis: a base, Colour (laranja, cinzento, azul), Pop e Tonic, ambos com elementos de personalização.

Renault Twizy

Outro minicarro 100% elétrico, que está disponível em duas versões: Life, sem portas laterais, mas com porta-luvas integrado no tablier, do lado direito, fechado; e Intens, também sem portas, mas com acabamento exterior dos arcos laterais de habitáculo em Branco Neve e tapete em borracha para habitáculo.

A primeira, e mais básica, é equipada com um motor elétrico de 9 cv de potência e pode atingir uma velocidade máxima de 45 km/h. Já a segunda opção, possui um motor de 17 cv de potência e pode chegar aos 85 km/h de velocidade máxima.

Ambas as versões do Twizy possuem uma autonomia de 100 km, recarregável completamente em 3,5h numa tomada doméstica. 

Ligier JS50

Este microcarro é equipado com um motor a gasolina de 480 cc, potência de 6 kW (8 CV) e um binário de 25 Nm, o consumo é de 3,6 litros de gasóleo por cada 100 km. Tal como os restantes microcarros, também atinge uma velocidade máxima de 45 km/h. 

Além disso, inclui ar condicionado, vidros elétricos e um sistema de som. Por outro lado, na segurança, destaque para a existência, entre os opcionais, de um volante com airbag.

Microcar M.GO X

Este microcarro assume-se como um SUV, mas muito pequenino e acessível a partir dos 16 anos. Recorre a um motor diesel de 500 cc, tem uma velocidade máxima de 45 km/h e um consumo de gasóleo de 3,6 litros por cada 100 km. Os extras incluem ar condicionado, vidros elétricos e um sistema de som.

Related posts
AutomóveisEventos

Carro do ano 2024: os finalistas

AutomóveisDicasManutenção

Como poupar na manutenção do carro?

AutomóveisManutenção

Avarias graves: o que fazer para evitar?

AutomóveisDicasManutenção

Carro parado? Vê quais os cuidados a ter