Quantcast
FinançasFinanças PessoaisNacional

Dinheiro nas férias: como aproveitar as férias sem prejuízos financeiros?

poupança nas férias

Verão “rima” com praia, viagens e dolce far niente, mas tudo isto exige um esforço financeiro para que o dinheiro nas férias não acabe antes de fazermos tudo aquilo a que nos tínhamos proposto.

Será sempre inevitável pensar em dinheiro nas férias, mas saberá como aproveitar a doce brisa estival sem prejuízos financeiros?

Como aproveitar as férias sem prejuízos financeiros?

Para dar descanso à sua carteira nas férias, tome nota destas dicas:

Elaborar um orçamento

Como deve acontecer antes de qualquer iniciativa que envolva gastos, devemos procurar elaborar um orçamento o mais rigoroso possível para as férias que tempos em mente.

Para tal, defina um limite máximo de gastos e procure alternativas de estadia e transporte mais baratas. Pondere transferir o dinheiro necessário para uma outra conta, uma espécie de conta “mealheiro”, e apenas fazer uso dela nas férias.

Igualmente importante passa por reservar bilhetes e estadias com antecedência garantindo, deste modo, preços mais baratos e potenciais destinos e promoções.

Sempre que possível, pague com dinheiro físico (notas e moedas)

De forma a manter os seus gastos sob controlo, aconselhamos a que, sempre que possível, pague as suas compras com dinheiro físico, já que lhe permitirá perceber imediatamente qual o “rombo” no orçamento que determinadas compras têm na sua carteira.

Nota: Se a sua ideia é sair de Portugal com rumo a um país com uma moeda diferente, será também importante conhecer as taxas de câmbio antes de embarcar. O mesmo acontece com as taxas de levantamento de dinheiro com o cartão, uma vez que fora do espaço da UE poderá ter de pagar comissões bancárias elevadas.

Procure viajar para destinos que estão em época baixa

No hemisfério norte domina o verão, mas no hemisfério sul vive-se a época baixa com, consequentemente, preços mais em conta.

Se está a pensar em viajar para fora de Portugal nestas férias, aconselhamos a que olhe para destinos como Tailândia, São Tomé e Príncipe ou Moçambique, três países de inegável beleza que lhe vão permitir desfrutar de um merecido descanso a preços mais em conta e com o bom tempo que caracteriza estes países de clima tropical.

Opte por transportes públicos e hostels

A maior fatia de um orçamento para férias é gasto em transportes e estadias. Para que a sua carteira tenha algum descanso e lhe permita até entrar num novo ano de trabalho com algum dinheiro no bolso, opte, sempre que possível por transportes públicos (comboio e autocarro) para se deslocar.

Nota: a compra de passes e bilhetes pode dar direito a descontos.

O mesmo acontece com as estadias. Opte por um hostel ou por couchsurfing, soluções que lhe garantem preços mais competitivos do que um hotel ou um alojamento local.

Cozinhe a sua alimentação

É verdade que estamos de férias e aquilo que menos queremos é gastar tempo e energia na cozinha, mas cozinhar os seus almoços e jantares em casa vai garantir-lhe dinheiro extra, mesmo que as compras do supermercado possam, nos dias que correm, assemelharem-se a um assalto à mão armada.

Related posts
CréditosFinançasNacional

Reserva de Imóvel: sabe o que é?

FinançasFinanças PessoaisNacional

Pagamento do IRS em prestações: Como e quem pode pedir?

FinançasFinanças PessoaisNacional

SPIN: a nova forma de transferir dinheiro com o número de telemóvel

CréditosFinançasFinanças PessoaisInvestimentosNacional

Tem até 35 anos e quer comprar casa?