Início » Saúde e Beleza » Ensaio que infetou deliberadamente adultos com covid é seguro
Saúde e Beleza Saúde e Bem-Estar

Ensaio que infetou deliberadamente adultos com covid é seguro

ensaio

Um ensaio britânico, considerado o primeiro a nível mundial que expôs deliberadamente voluntários à covid-19, como forma de estudar o vírus, foi considerado seguro em jovens adultos, de acordo como os autores do estudo.

Segundo avança a agência Reuters, os dados corroboram a segurança do ensaio clínico, lançando as bases para futuros estudos com o intuito de testar novas vacinas e medicamentos.

Iniciado em fevereiro de 2021, pela Open Orphan (ORPH.L), em colaboração com o Imperial College of London, o projeto conta, igualmente, com o auxílio da task-force de vacinas do governo do Reino Unido e da empresa clínica hVIVO.

Um grupo de cientistas da Universidade de Oxford lançou, em abril de 2021, outro ensaio que procurou reinfectar pessoas que já tinham sofrido de covid-19, de modo a aprofundar o conhecimento relativo à imunidade face ao vírus.

Por sua vez, o ensaio dirigido pelo Imperial College of London expôs 36 voluntários saudáveis, entre os 18 e 29 anos de idade, à estirpe original do vírus, monitorizando-os num ambiente de quarentena controlada. Serão objeto de acompanhamento durante 12 meses após a saída das instalações de quarentena.

Os investigadores indicaram, ainda, que não ocorreram efeitos adversos graves e que o modelo de estudo em pacientes humanos mostrou-se seguro em jovens adultos saudáveis.

Leia também sobre a vacina experimental contra o VIH.

Escrito por João Serra

Publicidade

Publicidade