Início » Formação » Tendências que irão moldar o mercado de trabalho em 2022
Carreira Formação

Tendências que irão moldar o mercado de trabalho em 2022

mercado-trabalho-2022
mercado-trabalho-2022

Os últimos dois anos mudaram tudo. Tanto para as empresas como para os líderes e funcionários. Agora e à medida que o mundo vai voltando ao normal, podemos perceber que o poder mudou, mas vejamos como está o mercado de trabalho em Portugal e quais as principais tendências do mercado de trabalho em Portugal.

Para ser bem sucedido no mercado de trabalho em 2022, será necessário que as corporações envolvam os funcionários nas tomadas de decisão, fazendo-as sentirem-se conectadas ao objetivo e visão da empresa. Vejamos então de que forma as empresas se poderão adaptar para dar resposta às necessidades quer dos mercados como dos funcionários.

Tendências do mercado de trabalho em Portugal

  • Reinvenção

Os últimos dois anos obrigaram-nos a reinventarmos os modelos de negócio e a trabalhar de maneira totalmente diferente. A mudança foi forçada e extrema, mas de toda essa mudança disruptiva surgiu algo incrível – colaboramos, inovamos, fomos ágeis e flexíveis. O futuro continuará cheio de oportunidades e desafios – das alterações climáticas à disrupção digital, da escassez global aos problemas de abastecimento, mas uma coisa é certa, teremos de nos reinventar, seja colocando as pessoas no centro de tudo o que fazemos, assim como apostando na tecnologia.

  • Escassez 

A escassez de materiais e os atrasos na cadeia de abastecimento causam prejuízo, mas não só. A pandemia da COVID-19 fez atrasar os projetos, seja por falta de pessoal que adoece e não consegue trabalhar ou simplesmente porque aproveitou para procurar um emprego melhor. Ao mesmo tempo, a inovação digital acelera, fazendo com que haja cada vez mais falta de pessoal qualificado. Nesse sentido,  as organizações devem considerar todas as possibilidades para construir e fortalecer relacionamentos com os seus funcionários – desde remuneração e benefícios até formação e desenvolvimento.

  • Bem-estar dos funcionários

Para compensar o impacto negativo da pandemia na dedicação e no desempenho profissionais, as organizações precisam colocar o bem-estar dos funcionários no centro das atenções. Algumas pesquisas mostram que isso tem um impacto positivo na retenção, nos níveis de absentismo, na produtividade e na satisfação geral. É necessário encontrar um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Para as empresas prosperarem no próximo ano, deverão colocar as pessoas no centro da sua estratégia.

  • Sustentabilidade

Investidores, parceiros, clientes e funcionários – todos eles estão a virar as costas para empresas que não se comprometem a construir um futuro sustentável. 

  • Inclusividade

Ao longo do ano que passou, temas como diversidade, equidade e inclusão tiveram especial destaque e pesquisas mostram que equipes diversas e inclusivas são melhores para resolver problemas complexos, são mais inovadoras e tomam melhores decisões em 87% das vezes. As empresas têm muito a ganhar tornando-se mais “nós” do que “eu”. 

  • Responsabilidade

Por parte das corporações, é necessária mais transparência, seja para celebrar as suas conquistas como para admitir publicamente os seus erros. Os líderes precisarão repensar o que significa responsabilidade, à medida que se ajustam às novas formas de trabalho remoto e híbrido e respondem às demandas de liderar equipes mais ágeis e fluidas e os funcionários terão mais oportunidades de tomar suas próprias decisões.

 

Publicidade

Publicidade