Quantcast
Cultura & ViagensTecnologia

Carregador Universal Obrigatório em 2024

Carregador Universal Obrigatório em 2024

Estás farto de andar com mil carregadores atrás? Temos boas notícias, isso irá acabar com a introdução obrigatória do carregador universal.

Ao fim de 10 anos de discussão no Parlamento Europeu, foi aprovado pela União Europeia a criação e utilização obrigatória de um carregador comum para todos os dispositivos portáteis, telemóveis, consolas, tablets, câmaras digitais, auscultadores, auriculares, colunas portáteis, leitores eletrônicos, teclados, ratos e sistemas de navegação portáteis.

Apesar da resistência da gigante Apple, que prima pela criação de equipamento próprio e diferente dos outros existentes no mercado, o processo do carregador universal foi conseguindo uma adesão gradual e voluntária de outros fabricantes da indústria eletrónica, chegando agora ao seu final com a diretiva por parte da União Europeia de um carregador universal.

Esta diretiva, que já tinha entrado em vigor a 28 de Dezembro de 2022, indica que a porta USB-C seja obrigatória para todos os dispositivos eletrónicos, em 2024, na União Europeia (UE). 

Todos os fabricantes terão um período de transição de 24 meses, sendo que os estados-membros precisam de proceder à transposição da diretiva até ao início de 2024.

Ao avançar com a criação de um carregador universal, a UE pretende:

  • Facilitar a vida aos consumidores: terão a possibilidade de com um único carregador universal usufruir de multiplataformas sem perder a velocidade de carregamento;
  • Mentalidade anti-consumo: promovendo uma maior poupança financeira e também de recursos utilizados durante a produção dos carregadores diferenciados. Estes recursos incluem minerais raros provenientes de países onde a sua mineração provoca conflitos armados e violações dos direitos humanos, sendo que esta é uma das principais preocupações da UE;
  • Redução do lixo eletrónico europeu (e-waste): anualmente são geradas 11 mil toneladas de lixo eletrónico referente apenas a carregadores descartados, no espaço europeu. Este e-waste tem tido uma taxa crescente insustentável ultrapassando em 4 milhões de toneladas anuais e com níveis de reciclagem muito abaixo das metas definidas pela Comissão Europeia.

Este último ponto torna-se ainda mais preocupante, pois o lixo eletrónico é altamente poluente e acaba por ser depositado em países em vias de desenvolvimento, onde não existem estruturas de reciclagem com capacidade de proteger não só o ambiente como também a saúde dos habitantes locais.

Assim, esta diretriz de um carregador universal faz parte de um conjunto de ações tomadas pela União Europeia que visam uma maior consciência ecológica, não só por parte das pessoas que utilizam os recursos eletrónicos, como também e principalmente por parte das empresas que os fabricam.

Related posts
Cultura & ViagensViagens

4 Escapadinhas de primavera

Cultura & ViagensViagens

15 regiões mais bonitas de Portugal: para fugir às grandes cidades

CinemaCultura & ViagensFilmes

Salas de cinema: Estreias de fevereiro de 2024

CinemaCultura & ViagensFilmesSéries

Lançamentos nas plataformas de streaming para 2024