Quantcast
CinemaCulturaCultura & Viagens

Seis filmes portugueses na corrida para os Óscares

Seis filmes portugueses

Catarina Vasconcelos, Sérgio Graciano, Bruno Gascon, David Bonneville, Artur Ribeiro e Gonçalo Galvão Teles são os criadores dos seis filmes portugueses pré-selecionados para o processo de nomeação aos Óscares.

Foram anunciados, na passada segunda-feira, dia 11, pela Academia Portuguesa de Cinema, os pré-selecionados que irão competir entre si para definir quem irá representar Portugal nos Óscares 2022, concorrendo ao prémio de Melhor Filme Internacional.

Os seis filmes portugueses são: 

  • “A Metamorfose dos Pássaros, de Catarina Vasconcelos; 
  • “O Som que Desce da Terra”, de Sérgio Graciano; 
  • “Sombra”, de Bruno Gascon;
  • “O Último Banho”, de David Bonneville;
  • “Terra Nova”, de Artur Ribeiro;
  • “Nunca Nada Aconteceu”, de Gonçalo Galvão Teles.

Os membros da Academia Portuguesa de Cinema estarão encarregues do processo de seleção do candidato a uma nomeação aos Óscares, anunciando o resultado dia 29 de outubro.

Até à data, apenas dois dos seis filmes portugueses pré-selecionados estiveram presentes em salas de cinema, devido às restrições provocadas pela pandemia da covid-19, sendo que os restantes estrear-se-ão até ao final do ano.

“O Último Banho”, primeiro projeto de David Bonneville, marcou presença nos cinemas no passado verão, dia 1 de julho, enquanto “A Metamorfose dos Pássaros”, também uma longa-metragem de estreia para Catarina Vasconcelos, chegou ao grande ecrã no dia 7 deste mês.

Estreará, ainda esta semana, “Sombra”, de Bruno Gascon, uma obra baseada no desaparecimento de crianças em Portugal.

O comité que realizou a pré-seleção de obras a representar Portugal nos Óscares foi composto por André Szankowski (diretor de fotografia), Dalila Carmo (atriz), Elvis Veiguinha (‘sound designer’), Luís Cília (compositor), Marco Martins (realizador), Maria João Mayer (produtora) e Matamba Joaquim (ator).

Segundo o regulamento da cerimónia americana de prémios, os filmes candidatos a nomeação para Melhor Filme Internacional têm de preencher os requisitos de estrearem no país de origem entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2021 e terem pelo menos uma semana consecutiva de exibição em sala.

Outros países já selecionaram nomeado para este prémio, como é o caso de Espanha, com “El Buen Patrón”, de Fernando León de Aranoa, ou a Coreia do Sul, com “Escape from Mogadishu”, de Ryoo Seung-wan.

A 94ª edição dos Óscares está agendada para 27 de março, em Los Angeles, na Califórnia. Recorde-se que o último Óscar de Melhor Filme Internacional foi para “Mais Uma Rodada”, do dinamarquês Thomas Vinterberg.

 

Related posts
CinemaCultura & ViagensFilmes

Festa do cinema: Bilhetes com preço reduzido entre 13 e 15 de maio

CulturaCultura & ViagensLisboa

Teatro em Lisboa: o que ver em abril?

Cultura & ViagensViagens

Finlândia oferece viagens para descobrir como é viver no país mais feliz do mundo

CinemaCultura & ViagensSériesTelevisão

Séries para ver em março 2024