Quantcast
FinançasFinanças PessoaisNacional

Seguro infantil: quais as vantagens e por que deve adquirir?

seguro infantil

Se tem medo que o seu filho se magoe ou magoe outra pessoa numa brincadeira, ou que danifique um objeto de terceiros por acidente, então este artigo é para si.

Fique a saber como pode promover o crescimento em segurança dos seus filhos e garantir a assistência médica das crianças e terceiros, através de um plano infantil. Com este seguro pode ficar descansado, já que os seus filhos estarão protegidos das brincadeiras do dia a dia.

Conheça, então, neste artigo porque deve contratar um seguro para as crianças e como pode encontrar o melhor seguro de proteção infantil.

Um seguro infantil é importante?

As crianças, com as suas brincadeiras, magoam-se com facilidade, podendo até magoar alguém, de forma involuntária. É, por isso, essencial estar protegido com um seguro. Para proteger as crianças e as suas famílias dos danos causados por esses incidentes, quer sejam despesas de assistência médica ou gastos com reparações – como, por exemplo, a reparação de um vidro partido.

Assim, o seguro de proteção infantil é uma ajuda fundamental para os pais poderem proteger os seus filhos. Caso aconteça um imprevisto, toda a família tem a garantia de uma série de coberturas que oferecem um apoio indispensável para os momentos que mais precisa.

Tendo direito durante o período de recuperação de um acidente ao reembolso das despesas hospitalares, ou a cobrir os prejuízos provocados pelas atividades dos mais novos: o seguro é uma garantia de tranquilidade para a família.

Então, as principais vantagens de um seguro para as crianças são:

  • Proteção total dos mais novos até aos 24 anos com um plano de coberturas excecionais;
  • Proteção de terceiros, em caso de acidente ou danos;
  • Reembolso de despesas médicas;
  • Salvaguarda do orçamento familiar e garantia de ter a sua família

 

O que é um seguro infantil?

O seguro para crianças é um parceiro da sua família. Está presente em todos os momentos, desde o primeiro choro dos seus filhos até à idade adulta deles.

Diferente de um seguro de saúde ou de um plano de acidentes pessoais, o seguro de proteção infantil disponibiliza uma garantia mais completa para os mais novos. Pois acompanha as crianças e os jovens durante os primeiros passos na escola até aos desafios de entrar no mercado de trabalho.

O plano minimiza o impacto financeiro no orçamento familiar, em caso  acidente, para que a sua única preocupação seja o bem-estar dos seus filhos.

 

O que cobre um seguro infantil?

O plano de proteção infantil garante a proteção total das crianças e de terceiros. Ou seja, inclui uma diversa panóplia de coberturas que protegem os seus filhos das situações comuns que podem acontecer no dia a dia.

Assim, o seguro de proteção infantil compreende as seguintes coberturas:

  • Invalidez: proteção em caso de invalidez permanente com o pagamento do capital seguro contratado;
  • Despesas: pagamento das despesas de tratamento, em caso de acidente, e inclui também o pagamento de despesas com busca e salvamento;
  • Assistência: pagamento de um subsídio diário por assistência ou hospitalização atribuído ao pai, mãe ou responsável pela criança/jovem;
  • Responsabilidade civil: o seguro garante o reembolso das despesas de uma reparação, em caso da criança ou jovem ter provocado acidentalmente um sinistro.

Em suma, um plano infantil responde às necessidades de segurança de cada família, graças à sua diversidade de garantias, coberturas e capitais.

 

Como escolher o melhor seguro para crianças?

 O plano infantil é, principalmente, uma proteção para a sua família. É um seguro que acompanha o agregado durante todos os momentos, reembolsando despesas médicas ou cobrindo os prejuízos provocados pelas brincadeiras dos mais novos.

Portanto, mais importante que escolher o seguro mais barato, importa considerar as suas necessidades e os diversos cenários possíveis. Só desta forma consegue escolher o plano de proteção infantil que melhor se adequa à sua família.

É por isso que a EXS Seguros propõe quatro módulos de cobertura, sendo que todas as opções contemplam os mesmos riscos. Apenas variam os capitais seguros e os subsídios, de forma a que este plano seja acessível a todas as famílias.

Então, lembre-se: antes de contratar um seguro, deve ter em conta fatores fundamentais, como as suas necessidades, o capital seguro, o prémio, a apólice e o período de carência. Leia também com atenção as coberturas que cada seguro oferece e considere todos os cenários para que possa beneficiar de um seguro totalmente adaptado ao perfil dos seus filhos e ao seu orçamento familiar.

 

Conheça o seguro de proteção infantil da EXS Seguros

A melhor proteção para a sua criança ou jovem depende das suas necessidades. E na EXS Seguros, pode encontrar o seguro infantil que responde adequadamente às brincadeiras dos mais novos. Um plano de proteção que o acompanha em todas as fases de crescimento, dos 0 aos 24 anos.

Para isso, a EXS analisa as necessidades da sua família, avalia as ofertas e junto das seguradoras mais competitivas em Portugal (Advancecare, ARAG, Asisa, Caravela, Fidelidade, Liberty Seguros, Lusitania Seguros, MAPFRE, Médis, Metlife, MGEN, Multicare, Popular Seguros, PRÉVOIR, Real Vida Seguros, Saúde Prime, Tranquilidade, Una Seguros, Victoria e Zurich), apresenta a solução mais adequada.

Mesmo para as famílias com menores rendimentos apresentamos soluções acessíveis que permitam a proteção dos seus filhos.

Ao pedir uma simulação, os consultores EXS não só procuram os melhores seguros para si, como fornecem apoio e acompanhamento antes, durante e após a subscrição do plano.

Por isso, se procura as ofertas mais vantajosas para que a sua família esteja protegida e em segurança, fale connosco. Insira os seus dados e peça uma simulação grátis do seguro.

Related posts
FinançasFinanças PessoaisNacional

Seguro de Viagem: vale a pena contratar?

FinançasFinanças PessoaisInvestimentosNacional

Quer resgatar o seu PPR? Saiba como

FinançasFinanças PessoaisNacional

Permuta de casa: em que consiste?

FinançasFinanças PessoaisNacional

Vai comprar a sua primeira casa? Tome nota destas dicas!