Quantcast
FinançasFinanças PessoaisNacional

Vida Financeira saudável: como gerir o orçamento?

Vida Financeira

A vida financeira da maioria dos portugueses já viu dias melhores. Face à inflação especulatória que tem gerado preços extraordinariamente altos e feito lucrar de forma quase pornográfica os grandes grupos de distribuição alimentar, empresas de energia e de combustíveis, torna-se difícil para as famílias portuguesas conseguir ter dinheiro para o indispensável até ao fim do mês.

Sem paternalismos bacocos ou normalizações dos baixos rendimentos de que padece a maior parte dos agregados familiares em Portugal, ao longo deste artigo vamos tentar ajudá-lo a gerir o parco orçamento mensal de que dispõe.

Como gerir o orçamento mensal?

1º Passo: alinhar expetativas e despesas

O primeiro passo para uma gestão mais eficiente do seu orçamento mensal é alinhar expetativas e despesas com o seu agregado familiar. Para que seja possível encontrar umas migalhas extra depois de pagar a alimentação, renda, eletricidade, água e gás, torna-se indispensável reunir o seu agregado familiar para se discutir que se pretende em termos de poupança e definir uma estratégia para lá chegar.

Entre outras coisas, isso pode passar por todos anotarem as despesas que fazem, só comprarem carne ou peixe em mercados ou quando em promoção, etc.

2º Passo: fazer o levantamento das receitas

Além de anotar as despesas e das estratégias de poupança, é importante fazer um levantamento das receitas mensais do agregado, isto é, de todo o dinheiro que entra ou é expectável entrar todos os meses em sua casa.

Ao saber com o que se pode contar, torna-se mais “fácil” saber onde cortar. 

3º Passo: objetivos a médio e longo prazo

Gerir o orçamento passa, igualmente, por estabelecer planos a médio e longo prazo. Caso pretenda, por exemplo, dar um novo rumo à sua vida profissional através de um curso profissional ou universitário, procure definir qual o valor de que vai necessitar, verificar se terá direito a alguma bolsa de estudo, quais os passos a dar para se poder inscrever e como lá chegar.

Neste sentido, procure estabelecer um valor mínimo de poupança mensal de acordo com o objetivo que tem em mente.

4º Passo: a poupança

Em qualquer estratégia ligada a uma vida financeira saudável e à gestão do orçamento deve estar sempre consignada uma rubrica para a poupança, ainda que me muitos casos saibamos que tal é quase virtualmente impossível.

Neste sentido, procure comprar produtos em promoção, utilizar simuladores online que lhe dizem onde é mais barato comprar, reveja contratos de eletricidade e gás e pondere passa-los para o mercado regulado.  No campo das telecomunicações, reveja as suas necessidades e compare o que paga pelo seu pacote. Apesar de ser, como todos sabemos e os dados comprovem, exista cartelização entre as principias empresas de telecomunicações nacionais, faça uma pesquisa de mercado e tente, na medida do possível, encontrar algo mais barato.

5º Passo: cumpra sempre com os prazos de pagamento

Apesar de difícil, tente ter sempre os pagamentos de eletricidade, gás, água, crédito habitação ou do carro sempre em ordem. Este tipo de contas deve estar sempre em dia sob pena de ter problemas burocráticos (suspensão do serviço, por exemplo) e financeiros (juros de mora) que, no final de contas, acabam por lhe fazer perder dinheiro.

Related posts
FinançasSubsídios

Subsídio para assistência a neto: como pedir?

FinançasFinanças Pessoais

Penhora de vencimentos: o que é e quais os limites?

FinançasFinanças Pessoais

Comparar preços: 10 ferramentas úteis para poupar

FinançasFinanças Pessoais

IRS 2024: Prazos, descontos e dicas