Quantcast
CarreiraFormação & Carreira

Contrato a termo certo: o que precisa saber

Contrato a termo certo

Tem dúvidas em relação ao contrato a termo certo? Fique atento. Preparamos uma série de perguntas e respostas para o ajudar a compreender melhor as condições deste tipo de contrato.

Existem diversos tipos de contrato que vinculam a relação laboral entre uma empresa e um trabalhador e o contrato a termo certo é um dos principais.

Um contrato a termo certo é um contrato celebrado entre o empregador e o trabalhador que têm uma duração e um término definido. Ainda que o contrato possa ser renovado, pressupõe-se que a atividade é provisória. Tendem a ser utilizados em situações em que há uma necessidade de contratação temporária.

Em que situações pode ser celebrado?

No artigo 140º do código do trabalho estão definidas as seguintes situações:

  • substituição de algum trabalhador que está ausente ou temporariamente impedido de trabalhar;
  • substituição de trabalhador em processo de despedimento pendente;
  • substituição de trabalhador em situação de licença sem vencimento;
  • substituição de trabalhador a tempo completo que passe a prestar trabalho a tempo parcial;
  • atividade sazonal, tarefa ocasional ou serviço não duradouro;
  • atividade definida e temporária (nomeadamente trabalhos de construção civil, obras públicas, montagens e reparações industriais).

Qual é a duração máxima de um contrato a termo certo?

Segundo o artigo 148º, um contrato a termo certo pode ir até 2 anos, no máximo.

Quanto tempo dura o período experimental?

Nos contratos com duração igual ou superior a 6 meses o período experimental tem a duração de 30 dias. Já nos contratos com duração inferior a 6 meses, o período experimental é reduzido para 15 dias.

Quantas vezes pode ser renovado o contrato de trabalho?

O artigo 149º do código do trabalho indica que o contrato pode ser renovado até 3 vezes, desde que o total não ultrapasse a duração do contrato inicial.

O contrato renova-se automaticamente?

Sim, se nenhuma das partes apresentar oposição, o contrato renova-se automaticamente, por igual período.

E se o trabalhador ou o empregador não quiser renovar?

Tanto o trabalhador como o empregador podem evitar a renovação automática do contrato, para isso têm apenas de comunicar à outra parte a vontade de terminar o contrato. Realça-se apenas que o pedido deve ser feito por escrito e que deve ser comunicado até 15 dias antes do final do contrato no caso do empregador e até 8 dias se for o trabalhador a comunicar.

O trabalhador tem direito a férias?

Sim, a lei diz que no 1º ano o trabalhador tem direito a 2 dias de férias por cada mês de trabalho, até aos 20 dias. A partir daí tem direito a 22 dias úteis de férias, que devem ser gozados antes da cessação do contrato de trabalho. Em relação ao subsídio de férias, o trabalhador tem direito a receber o montante equivalente aos dias de férias gozados.

E quanto é que recebe de subsídio de Natal?

O valor do subsídio de Natal será proporcional ao tempo de atividade prestada no ano civil, por exemplo se cumpriu 6 meses de trabalho tem direito a receber metade do subsídio de Natal. 

Subscreva para receber o mais recente conteúdo sobre formação, carreira e campanhas especiais.

Related posts
Bem-Estar no trabalhoEmpreendedorismoFormação & Carreira

Bem-estar financeiro dos colaboradores

Formação & CarreiraNotícias

Estágios Ativar.pt: Candidaturas abertas para jovens desempregados

Direitos do TrabalhadorFormação & Carreira

Ajudas de custo: o que diz a lei e quais os valores?

Direitos do TrabalhadorFormação & Carreira

Viajar em trabalho: direitos e deveres