Quantcast
Automóveis

Inspeção Automóvel: quando fazer e dicas para a aprovação

Inspeção automóvel

Tens de começar a pensar na tua inspeção automóvel? Aqui tens algumas dicas sobre quando e como fazer.

Uma inspeção automóvel é algo bastante simples: não passa de um procedimento periódico e obrigatório, com o propósito de verificar as condições de segurança de todo o tipo de veículos, devendo sempre ser realizado num dos 220 Centros de Inspeção Técnica de Veículos (CITV).

Se procura saber quando é suposto fazer a inspeção automóvel, que partes do veículo são verificadas ou que tipo de documentos são pedidos, esclarecemos tudo neste guia.

Quando?

A data deste procedimento baseia-se na data da primeira matrícula do carro, mas o período de tempo varia consoante o tipo de veículo. 

Em veículos ligeiros de passageiros, deve ser agendada uma inspeção para quatro anos após a data da primeira matrícula, seguindo-se intervalos de dois em dois anos, até completar um total de oito anos. É depois desse período que a ação deve ser marcada anualmente. 

Por sua vez, os ligeiros de mercadorias requerem uma inspeção automóvel dois anos após a data da primeira matrícula, passando, de seguida, para um regime anual.

Já os pesados de mercadoria devem passar por este procedimento uma vez por ano, até completarem sete anos. A partir do oitavo ano de matrícula, a cada semestre. Reboques e semi-reboques acima dos 3500 Kg (exceção dos reboques agrícolas), ligeiros para transporte público de passageiros, veículos de ambulância, automóveis de transporte escolar e ligeiros licenciados para instrução contam com os mesmos requisitos.

Por último, no caso dos restantes veículos ligeiros, estes devem realizar a inspeção periódica dois anos após a data do primeiro registo, sendo que, a partir daí, o procedimento passa a ser anual.

Cuidado com o prazo de validade! Automóveis sem inspeção válida que circulem na via pública habilitam-se a coimas entre os 250 e os 1250 euros.

Pode verificar, no website oficial do IMT, os centros de inspeção listados.

Procedimentos

Durante este procedimento, são analisados, sem recorrer a desmontagem, os sistemas, componentes, acessórios e unidades técnicas do veículo. Os pontos tidos em conta são, principalmente:

  • Identificação do veículo;
  • Sistema de iluminação;
  • Sistema elétrico;
  • Visibilidade;
  • Condição dos travões;
  • Suspensão do veículo; 
  • Estado dos eixos;
  • Estado dos pneus;
  • Alinhamento de direção;
  • Emissões de CO2;
  • Estado da carroçaria;
  • Estado do chassis;
  • Condições dos equipamentos obrigatórios do carro;
  • Perda de fluidos.

Há que estar devidamente atento/a ao tipo de deficiência encontrada no veículo, no caso de alguma ser identificada, dado que isto determinará se o automóvel é aprovado ou reprovado.

Existem três tipos:

  • Uma deficiência que não afeta gravemente o funcionamento do carro, nem as suas condições de segurança, não se exigindo a repetição do processo de inspeção. Deve ser, no entanto, reparada até ao próximo agendamento;
  • Uma deficiência que afeta de forma grave o funcionamento do automóvel ou as condições de segurança do mesmo, colocando em dúvida a sua identificação e exigindo reinspecção.
  • Uma deficiência que implica que apenas permite a deslocação do veículo até ao local da reparação, exigindo igualmente nova inspeção.

Pode reprovar na inspeção caso sejam identificadas mais de cinco deficiências do primeiro tipo, uma ou mais deficiências do segundo e terceiro tipos ou, em caso de reinspeção, quando não é garantida a correção das deficiências apontadas.

Custos

As tarifas para inspeções periódicas variam consoante o veículo:

  • Ligeiros: 27,80€
  • Pesados: 41,60€
  • Motociclos, triciclos e quadriciclos: 14,00€
  • Reboques e semi-reboques: 27,80€
  • Reinspeção: 6,97€

Dicas

Por último, oferecemos algumas dicas para que estejas preparado para a tua inspeção automóvel:

  • Verifica as condições gerais da carroçaria e interiores do carro;
  • Verifica se não existem quaisquer perdas de fluidos;
  • Confere se tens o triângulo de pré-sinalização e um colete retrorrefletor no interior do veículo;
  • Verifica o normal funcionamento dos limpa pára-brisas;
  • Assegura o bom funcionamento das luzes de sinalização e de presença;
  • Vê se as matrículas não se encontram amolgadas;
  • Verifica o estado dos pneus;
  • Verificar se os espelhos retrovisores estão em condições;
  • Testa os cintos de segurança;
Related posts
AutomóveisEventos

Carro do ano 2024: os finalistas

AutomóveisDicasManutenção

Como poupar na manutenção do carro?

AutomóveisManutenção

Avarias graves: o que fazer para evitar?

AutomóveisDicasManutenção

Carro parado? Vê quais os cuidados a ter