Quantcast
Cultura & ViagensExposições

Exposição Universal 2030: Riade é a capital vencedora

Exposição Universal 2030: Riade é a capital vencedora

A Exposição Universal 2030 terá lugar em Riade, a capital da Arábia Saudita, em mais uma organização de grande evento num país do golfo, depois de o Qatar ter organizado o Campeonato do Mundo de Futebol em 2022.

Busan, na Coreia do Sul, e Roma, em Itália, sofreram uma pesada derrota na corrida para acolher a exposição universal 2030, um evento que se realiza uma vez em cada cinco anos e que atrai milhões de visitantes e milhares de milhões de euros de investimentos.

A candidatura de Riade recebeu 119 votos, contra 29 para Busan e 17 para a capital italiana, numa assembleia do Bureau Internacional de Exposições (BIE) realizada em Paris.

O que é a Expo?

Expos são eventos globais dedicados a encontrar soluções para os desafios fundamentais que a humanidade enfrenta, oferecendo uma viagem dentro de um tema escolhido através de atividades envolventes e imersivas.

Organizados pelos governos e reunindo países e organizações internacionais, estes grandes eventos públicos são inigualáveis tanto na capacidade de reunir milhões de visitantes com propostas para os desafios de cada época, como também na capacidade de criar dinâmicas e catalisar mudanças nas cidades que os acolhem.

As exposições universais realizam-se de cinco em cinco anos e têm uma duração máxima de seis meses. Tem uma longa história que remonta à Grande Exposição de Londres de 1851, e à de Paris de 1889, para a qual foi construída a Torre Eiffel.

Outras estruturas simbólicas foram criadas para as várias edições, como a Space Needle e o Atomium, para as exposições de 1962 (Seattle) e 1958 (Bruxelas), respetivamente. Portugal também recebeu uma exposição universal em 1998, na cidade de Lisboa. 

A próxima exposição universal está programada para o ano de 2025 em Osaka, no Japão, sob o lema “Construindo a sociedade do futuro para as nossas vidas”.

Exposição Universal 2030

Prevista para ocorrer entre outubro de 2030 e março de 2031, a Expo será estruturada em torno do tema “A era da mudança: Juntos por um amanhã com visão de futuro”, segundo os defensores da campanha saudita.

Acolher a Expo é de enorme importância para a Arábia Saudita, cuja candidatura foi liderada pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, conhecido como MBS, que procura assegurar os principais eventos mundiais para mostrar o reino em todo o mundo.

A data de 2030 é também extremamente simbólica, uma vez que coincide com o marco fundamental do programa Visão 2030 do herdeiro saudita para diversificar a Arábia Saudita económica e culturalmente.

A candidatura saudita destaca as beleza das paisagens naturais deste país árido e o apoio à descarbonização do planeta com a primeira exposição de carbono negativo.

Porém, 15 ONGs escreveram, na semana passada, uma carta aberta em que desaconselhava a escolha de Riade “tendo em conta a sua terrível situação em matéria de direitos humanos”.

Só entre janeiro e outubro deste ano, a Arábia Saudita condenou à morte 112 pessoas, segundo dados da Amnistia. Além disso, os grupos de defesa dos direitos humanos acusam o governo saudita de sufocar os dissidentes.

A fim de responder críticas feitas à organização desta exposição universal, o príncipe Faisal bin Farhan, ministro saudita das Relações Exteriores, prometeu um “compromisso inabalável de colaborar com todas as nações para oferecer uma exposição construída pelo mundo para o mundo”.

Related posts
Cultura & ViagensViagens

4 Escapadinhas de primavera

Cultura & ViagensViagens

15 regiões mais bonitas de Portugal: para fugir às grandes cidades

CinemaCultura & ViagensFilmes

Salas de cinema: Estreias de fevereiro de 2024

CinemaCultura & ViagensFilmesSéries

Lançamentos nas plataformas de streaming para 2024