Quantcast
FinançasFinanças PessoaisNacional

Poupança no Natal: dicas para organizar as compras

Poupança no Natal

Apesar de a taxa de inflação estar a baixar, a verdade é que continua a ser difícil vislumbrar alguma poupança no Natal que está aí a bater à porta, especialmente quando produtos como o indispensável azeite estão mais caros do que nunca.

Ainda que seja difícil fazer algum tipo de poupança no Natal, tal não é impossível, como poderá perceber se seguir as dicas para organizar as suas compras na época natalícia que se aproxima. Venha daí!

Dicas para organizar as compras e poupar no Natal

• Faça um orçamento e não o ultrapasse

A melhor forma de se conter nos gastos e dinamizar a poupança no Natal é, sem sombra de dúvidas, elaborar um orçamento (a poupança gosta de limites) e não o ultrapassar.

Coloque um teto máximo aos gastos com prendas e perceba se faz mesmo sentido comprar mais um chocolate ou bacalhau porque se há algo que acaba por sobrar no pós-Natal é a comida.

• Não utilize o subsídio de Natal para comprar prendas

A tentação de gastar o subsídio de Natal em compras é grande, mas tente não o fazer e, ao invés, poupá-lo para um investimento ou para criar um fundo de emergência.

Caso lhe seja impossível guardar este dinheiro, faça uma gestão criteriosa de onde o vai gastar.

• Compre com antecedência

Brinquedos, bacalhau, azeite, bebidas e frutos secos devem ser comprados com antecedência, já que todos estes produtos acabam por sofrer um aumento significativo de preços na época natalícia, algo que agrava a inflação que se faz sentir.

• Não faça compras por impulso

Esta dica não se destina apenas ao Natal, mas a todo o ano. As compras por impulso levam-no a gastar o que não tem em coisas de que não precisa e que, muitas vezes, acaba por não utilizar.

Assim, evite deixar-se embalar na canção dos anunciantes e das promoções, pois muitas delas não o vão fazer poupar nada. Se puder, compre eletrodomésticos ou roupa depois da época natalícia. 

• Compare os preços dos produtos alimentares/prendas

Para estimular a sua taxa de poupança no Natal, pare e compare preços de produtos alimentares e prendas em vários estabelecimentos comerciais.

No caso das prendas, dê asas à imaginação e pense em algo criativo e que vá ao encontro das expetativas do destinatário. Se for especialmente dotado para os trabalhos manuais, tente fazer você mesmo as prendas.

• Concentre a compra das prendas

Para evitar gastos desnecessários de combustível e horas perdidas no trânsito, tente concentrar a compra das prendas e produtos alimentares num mesmo espaço comercial.

• Controle os gastos com o cartão de crédito

Apesar de, em diversas ocasiões, o cartão de crédito ser um precioso auxiliar das nossas compras, na época natalícia tente deixá-lo mais vezes em casa, uma vez que trazê-lo na carteira enquanto faz as suas compras pode aumentar o risco de compras por impulso e descontrolo dos gastos.

Sempre que possível, faça as suas compras de Natal com dinheiro físico e estipule um valor máximo.

Related posts
Finanças

Rendimento Social de Inserção: tudo o que precisas de saber

FinançasFinanças Pessoais

Dicas para poupar nas próximas férias

FinançasSubsídios

Subsídio para assistência a neto: como pedir?

FinançasFinanças Pessoais

Penhora de vencimentos: o que é e quais os limites?