Quantcast
FinançasFinanças PessoaisNacionalSubsídios

Subsídio de Natal 2023: como usar com responsabilidade?

Subsídio de Natal 2023: como usar com responsabilidade?

Está a chegar uma das alturas deste ano mais esperadas pelos trabalhadores portugueses: o Subsidio de Natal 2023.

Consagrado no Código de Trabalho como um direito que faz parte da componente remuneratória de todos os trabalhadores por conta de outrem, o Subsidio de Natal é sinónimo de um maior desafogo financeiro numa época onde os gastos aumentam.

Se já recebeu ou está prestes a receber o subsídio de Natal 2023 e ainda não sabe onde e como o gastar, tome destas dicas de utilização responsável que temos para si.

Como utilizar o Subsidio de Natal 2023 com responsabilidade?

Uma vez que as dívidas são um dos principais problemas dos agregados portugueses, iniciamos este périplo pelas dicas para um uso responsável do Subsidio de Natal 2023 com um conselho para que liquide as suas dívidas:

  • Saldar as dívidas

Utilizar o Subsidio de Natal 2023 para o pagamento de faturas de eletricidade, gás, água, telecomunicações atrasadas ou para a amortização de créditos pessoais e cartões e crédito, deve ser a sua primeira opção, já que vai libertá-lo, ao longo dos meses seguintes, de compromissos financeiros que esgotam o seu orçamento.

Para além disso, ao liquidar os créditos, reforça o seu historial de crédito junto do Banco de Portugal que lhe vai permitir conseguir um novo crédito com mais facilidade no futuro.

  • Criar ou reforçar o seu fundo de maneio

Um fundo de maneio ou fundo de emergência é uma das melhores formas de se precaver contra o inesperado. Por isso, se ainda não criou um ou quer reforçar um já existente, utilize o subsidio para este fim.

Nota: um fundo de maneio deve ter, no mínimo, o equivalente a seis meses de despesas fixas ou três meses de salários.

De modo a fazer render este dinheiro do fundo, pondere colocá-lo numa conta-poupança, uma vez que este tipo de produto financeiro dá-lhe a possibilidade de resgatar o dinheiro quando dele necessitar.

  • Investir num PPR

O dinheiro do subsídio não tem de ser utilizado, exclusivamente, na liquidação de dívidas. Uma das formas mais responsáveis de o utilizar pode passar pelo investimento num PPR (Plano Poupança Reforma) e assim começar a poupar para a reforma e ainda usufruir de alguns benefícios fiscais.

  • Colocar o dinheiro numa conta a prazo

Pela quase ausência de riscos financeiros, a aposta em depósitos a praz pode ser a solução mais responsável onde investir o dinheiro do Subsidio de Natal 2023. Contudo, prepare-se, este produto financeiro oferece uma rendibilidade diminuta.

  • Amortizar o Crédito Habitação

Para muitos portugueses, o aumento das taxas de juro do crédito habitação representou e representa um enorme entrave financeiro.

De forma a diminuir este fardo, pondere utilizar o dinheiro do subsídio na amortização do seu crédito habitação e, assim, conseguir reduzir não só a prestação mensal, mas também o montante total de juros que tem de pagar ao banco.

Nota: se tem um crédito habitação com spreads muito baixos, não é o aconselhamos a amortizar o seu crédito.

Related posts
Finanças

Rendimento Social de Inserção: tudo o que precisas de saber

FinançasFinanças Pessoais

Dicas para poupar nas próximas férias

FinançasSubsídios

Subsídio para assistência a neto: como pedir?

FinançasFinanças Pessoais

Penhora de vencimentos: o que é e quais os limites?