Quantcast
Cultura & ViagensTecnologia

QR Code: o que é, como criar e como usar?

qr code

Uma das funcionalidades mais utilizadas em qualquer dispositivo com câmara, o QR Code consegue transmitir imensa informação com recurso a simples códigos QR.

O Quick Response Code, mais conhecido por QR Code, é um código bidimensional de resposta rápida, com capacidade para transmitir informações e executar diversas atividades simples.

Processado através da câmara de dispositivos com software de leitura, como telemóveis ou tablets, este “código de barras” recorre a um sistema de pontos para transmitir as informações necessárias, sendo que as mesmas podem variar entre links, mensagens, produtos, entre outros.

Dado que é um código universal, um QR Code pode ser facilmente criado por muitos sistemas, bastando adicionar uma interface de programação de aplicações (API) capaz de transformar as informações em códigos. Na verdade, existem muitos softwares dedicados à criação de códigos QR  como por exemplo, o QRCode Monkey, Unitag, Visualead, entre outros.

São vários e diversificados os mercados que utilizam códigos QR como forma de validação, compartilhamento de informações, entre outras funcionalidades.

Como foi referido, este tipo de tecnologia é utilizada em diversos mercados, tendo, desta forma, diversas aplicações no dia a dia, como (mas não só):

  • Criar cartões de visita, de modo a que convidados ou consumidores possam aceder a informações de contacto de forma mais simples;
  • Efetuar transações, desde compras em lojas e restaurantes, a transferências bancárias;
  • Criar um “portal” mais direto a páginas web, através da introdução de links nestes códigos QR, possibilitando a abertura do navegador sem a necessidade de acesso manual;
  • Ativar ações dentro dos próprios dispositivos, servindo como link para a abertura de aplicações ou até conexão a uma rede Wi-Fi;
  • Transferir informações de modo mais simples e direto. Certas entidades e organizações, como museus ou restaurantes, por exemplo, recorrem a esta tecnologia para transmitir informações no dispositivo do visitante/consumidor;
  • Partilhar coordenadas geográficas é também uma razão muito comum para recorrer a este tipo de tecnologia.

 

Related posts
Cultura & ViagensViagens

Aldeias e vilas de Portugal para visitar neste verão

Cultura & ViagensViagens

Férias românticas em Portugal: 10 destinos memoráveis

CinemaCultura & ViagensFilmes

Festa do cinema: Bilhetes com preço reduzido entre 13 e 15 de maio

CulturaCultura & ViagensLisboa

Teatro em Lisboa: o que ver em abril?