Quantcast
Saúde & Bem EstarSaúde Mental

Comportamentos que impactam a saúde cognitiva

Comportamentos que impactam a saúde cognitiva

Numa era de constante estímulo e ritmo acelerado, é crucial cuidarmos do nosso cérebro. Afinal, ele é o epicentro das nossas capacidades mentais e emocionais. Descobre como hábitos simples impactam a tua saúde cognitiva no meio da correria do teu dia a dia.

Ter uma boa saúde cognitiva é importante para conseguir garantir o funcionamento eficiente das capacidades vitais do corpo.

Neste sentido, existem alguns comportamentos que se podem adotar para evitar o envelhecimento precoce do cérebro. Segundo o Huffpost estes são os hábitos que estão a tirar anos de vida ao teu cérebro:

Falta de interação social

O ser humano é um ser social por natureza. E a nossa mente é como um músculo que precisa de ser exercitado regularmente. Desta maneira, a interação social é um dos principais exercícios para o nosso cérebro.

Ao isolares-te, privas o teu cérebro de estímulos importantes que ajudam a mantê-lo ativo e saudável. Estudos têm demonstrado que a solidão crónica pode aumentar o risco de desenvolver problemas de saúde mental, como a depressão e a ansiedade, afetando também a nossa saúde cognitiva.

Portanto, é importante cultivar relacionamentos significativos e manter uma rede de apoio social sólida. Participar em atividades com amigos e familiares, juntar-se a grupos com interesses comuns ou mesmo voluntariar-se são formas de promover interações sociais saudáveis e beneficiar a tua saúde cognitiva.

Precisamos de conexões com outras pessoas para nos sentirmos apoiados, compreendidos e estimulados. Portanto, reserve tempo para estar com amigos, familiares e colegas. Mesmo os introvertidos beneficiam de momentos de partilha e convívio.

Monotonia

Como já referimos acima, o nosso cérebro é um órgão que necessita de ser constantemente estimulado para se manter ágil e saudável. Porém, muitas vezes caímos na rotina de realizar sempre as mesmas atividades diárias — que apesar de ser mais confortável, pode prejudicar a nossa saúde cognitiva a longo prazo. 

Por isso, experimenta incorporar novas atividades na tua rotina diária. Por exemplo, aprende a tocar um instrumento musical, aprende uma nova língua ou experimenta um novo hobby. Estas novas experiências e aprendizagens podem ajudar a promover a neuroplasticidade e a preservar a tua saúde cognitiva ao longo do tempo.

Stress crónico

O stress não só faz parte da vida quotidiana, como, em pequenas doses, pode até ser benéfico para nos motivar a alcançar certos objetivos. No entanto, quando vivemos sob pressão constante, o nosso cérebro sofre. 

De fato, o stress crónico é um inimigo silencioso do cérebro — afeta a nossa capacidade de concentração, memória e tomada de decisões, prejudicando assim o funcionamento do nosso cérebro.

Por isso, é importante encontrar formas de lidar com o stress. Podes experimentar técnicas de gestão do stress, como a meditação e o yoga ou simplesmente dedicar tempo aos teus hobbies.

Privação de sono

O cérebro também precisa de descanso, e é por isso que o sono é crucial para a nossa saúde cognitiva, permitindo revigorar o cérebro durante a noite. Ou seja, durante o sono, o cérebro processa as informações do dia, consolida a memória e recupera as energias para o dia seguinte. 

Por isso, a privação de sono afeta o nosso desempenho cognitivo, mais especificamente dificuldades de concentração, de memória e na tomada de decisões. Para combatê-la, adota estes hábitos de sono saudáveis:

  • Mantém um horário regular de sono;
  • Cria um ambiente propício ao descanso;
  • Evita estimulantes como a cafeína antes de deitar;
  • Pratica técnicas de relaxamento para ajudar a adormecer mais facilmente.

Excesso de comida rápida

Todos aprendemos na escola que ter uma alimentação saudável é importante para a tua saúde. Mas poucas vezes se fala que também tem implicações na saúde cognitiva

De fato, uma dieta rica em alimentos processados, gorduras saturadas e açúcares refinados pode ter um impacto negativo no funcionamento do nosso cérebro. Isto acontece porque estes alimentos carecem de nutrientes essenciais que o teu cérebro necessita para funcionar eficientemente.

De forma a proteger a tua saúde cognitiva a longo prazo, opta por uma dieta equilibrada e variada, rica em frutas, legumes, cereais integrais, proteínas magras e gorduras saudáveis 

Falta de atividade física

O exercício físico não beneficia apenas o nosso corpo, mas também o nosso cérebro. Os principais benefícios da atividade física para a nossa saúde cognitiva são: 

  • Aumento do fluxo sanguíneo para o cérebro;
  • Promoção a neurogénese (o nascimento de novas células cerebrais);
  • Aumenta a oxigenação cerebral;
  • Melhora a função cognitiva em geral. 

Por outro lado, a falta de exercício físico pode contribuir para:

  •  O declínio cognitivo;
  • E o aumento do risco de desenvolver doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer.

Encontra formas de acrescentar atividade física à tua rotina diária. Pode ser algo tão básico como dar um passeio, dançar, fazer ioga ou fazer uma breve pausa para fazer alongamentos. O segredo é movimentares-te regularmente e manteres a tua mente ativa e saudável.

Related posts
SaúdeSaúde & Bem Estar

Glaucoma: como tratar a doença que pode levar à cegueira

SaúdeSaúde & Bem Estar

Hepatite A: tudo o que precisas de saber

SaúdeSaúde & Bem Estar

Falta de Vitamina D: quais as consequências?

SaúdeSaúde & Bem Estar

Baixas médicas: o que muda em 2024?