Quantcast
AutomóveisDicas

Conduzir à chuva: cuidados a ter

Conduzir à chuva: cuidados a ter

Queres aprender a conduzir à chuva? Continua a ler e descobre os principais fatores que tens de ter em conta quando conduzes em piso molhado.

O início da Semana Santa foi marcado por uma mudança drástica no estado de tempo em Portugal. De fato, verificou-se uma descida abrupta da temperatura e o regresso da chuva. Aliás, a grande quantidade de chuva já provocou vários problemas aos condutores em vários locais de Portugal.

Espera-se, ainda, que o fim de semana seja bastante chuvoso, podendo a acumulação de precipitação ultrapassar os 100 mm em grande parte do território. Por isso, é de esperar que a chuva persistente vá incomodar os condutores durante as suas viagens nesta época festiva.

Portanto, se vais viajar durante este período de aguaceiros intensos, é altura de revermos alguns cuidados aos quais devemos prestar atenção na condução à chuva. Primeiro, vamos começar por explicar como prevenir os efeitos perigosos de conduzir à chuva.

Como preparar o carro para conduzir à chuva

Um provérbio antigo diz que é preferível prevenir a remediar. Isto é especialmente verdade quando se trata de acidentes nas estradas, uma vez que a cura pode implicar danos graves — tanto no carro como nas pessoas. 

No caso da condução à chuva é importante garantir que o teu carro esteja em condições perfeitas, especialmente para evitar o temido efeito de aquaplanagem. As seguintes dicas vão ajudá-lo a ter o seu carro pronto para as estradas molhadas:

Pneus 

Manter os pneus em boas condições garante um bom desempenho na estrada, tanto na chuva como em outras condições meteorológicas. De fato, qualquer comportamento ou atitude adequado no volante de pouco servirá, se os pneus do teu carro falharem.

Assim, antes de mais nada, verifica regularmente se a pressão dos pneus está correta. Isto porque a pressão insuficiente afeta a estabilidade do carro e torna-o difícil de controlar.

Depois, verifica a banda de rodagem, a profundidade do piso, o desgaste e as deformações na borracha. Quando a banda de rodagem está excessivamente desgastada provoca uma redução significativa da aderência.

Veja aqui mais dicas sobre a manutenção dos pneus do seu carro.

Limpa pára-brisas

Um dos problemas de conduzir à chuva é a falta de visibilidade. Nos dias mais chuvosos, os vidros do carro ficam cheios de água, o que afeta a tua visibilidade da estrada. É nesse momento que os limpa pára-brisas revelam-se essenciais, para evitar situações de perigo.

Para a tua segurança e dos pedestres que porventura passem na tua frente em um dia de chuva, não ignore esta simples atenção: não te esqueças de verificar o estado dos limpa pára-brisas. 

De um modo geral as escovas limpa-para-brisas duram de 1 a 2 anos. Deves trocá-las após esse período de tempo caso verifiques que estão danificadas. Para tal, procura sinais de rigidez, quebra ou falha na limpeza. Caso verifiques algum desses sinais poderá estar na altura de trocar as borrachas.

Janelas

Os pára-brisas não são a única janela importante para termos boa visibilidade e iluminação durante o mau tempo. 

Assim, nas demais janelas, é importante também diminuir o embaciamento interno — formado pelo frio e humidade — dirigindo a ventilação para as janelas, ligando os sistemas antiembaciantes, ou abrindo um pouco a janela.

Dicas para conduzir com chuva

Com chegada da chuva, as estradas tornam-se escorregadias e a tua visibilidade reduz-se significativamente. No entanto, nós temos algumas sugestões para evitar os perigos de conduzir à chuva e diminuir a possibilidade de danos em caso de colisão: 

Asfalto 

Os primeiros minutos de uma carga de água são os mais perigosos para a condução. É quando o lixo acumulado nas bermas invade a estrada. Nesse momento, reduz a velocidade e conduz com o máximo cuidado possível para evitar algum acidente.

Presta, ainda, atenção ao tipo de piso onde o teu carro se desloca. Quanto mais polido for o piso, mais perigoso para conduzir à chuva será (por exemplo, as estradas mais movimentadas tendem a oferecer menos aderência). 

Velocidade

Já todos sabemos isto, mas não custa nada destacar a importância deste ponto — em situações de visibilidade reduzida e de estrada molhada deves moderar a velocidade. Basicamente, reduz a pressão no pedal e aumenta a distância de segurança. 

Distância de segurança

Quando o piso nas estradas se encontra molhado, dificulta a aderência do pneu do automóvel, provocando uma diminuição na capacidade de travagem. 

Para evitar situações de perigo, aumenta a distância de segurança. Assim terás mais tempo para reagir em caso de problemas. 

Luzes

Quando começa a chover, dá-se uma caída abrupta da visibilidades dos condutores. Por isso, é importante não só melhorar a tua visibilidade, como apoiar a visibilidade do teu carro por parte dos outros condutores.

Assim, liga os mínimos para a tua presença ser notada pelos outros condutores, mesmo que ainda seja de dia. 

Travagem

Quando se conduz em pisos molhadas, é recomendado evitar travagens bruscas. De fato, recomenda-se utilizar a técnica de travagem com o motor quando se conduz à chuva. Também é aconselhável evitar ultrapassagens em vias nos dois sentidos em situações difíceis e prestar atenção especial aos pedestres, ciclistas ou motoristas.

Cuidado com as surpresas

A chuva forte não só reduz a visibilidade e aumenta a distância de deteção, como também provoca reações imprevisíveis no veículo. Por isso, durante a condução, fica atento às circunstâncias do trânsito, aos sinais e às instruções dos agentes de autoridade.

Related posts
AutomóveisCrédito AutomóvelDicas

Como trocar de carro: conhece as diferentes opções

AutomóveisDicasManutenção

Líquido de refrigeração: quando tens de o mudar?

AutomóveisLegislação

Novas regras nas cartas de condução

AutomóveisCarros Elétricos

Incentivos de carros elétricos para 2024